Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Entrevista

The Driver Era fala sobre show no Lollapalooza: ‘Esperem o inesperado’

Os irmãos Rocky e Ross Lynch se apresentam em um side show no Cine Joia, na quinta, 21, e no Lollapalooza no domingo, 24

The Driver Era (Foto: Divulgação)
The Driver Era (Foto: Divulgação)

The Driver Era, banda dos irmãos Rocky e Ross Lynch, vem ao Brasil para dois shows na próxima semana, um no Lollapalooza, no dia que encerra o festival e outro no Cine Joia, três dias antes. Antes da banda, Ross se destacou, em produções como Austin & Ally (2016), My Friend Dahmer (2017) e O Mundo Sombrio de Sabrina (2018). 

Em conversa com a Rolling Stone Brasil, os dois se dizem animados para as apresentações por aqui. O público brasileiro já é conhecido pela dupla, que não sabe dizer com exatidão se essa será a sexta ou sétima passagem deles pelo país. A primeira vez que pisaram no Brasil foi em 2014. 

+++LEIA MAIS: Lollapalooza Brasil 2024 terá transporte público 24h pela primeira vez; veja

“Nós amamos, é lindo. Os shows são divertidos e os fãs são incríveis, estamos felizes em voltar,” relata Rocky. Sobre os fãs, Ross diz que os brasileiros estão entre os mais dedicados admiradores da banda. “Certamente uma das maiores participações na internet e, definitivamente, uma das nossas atmosferas favoritas para fazer música ao vivo,” completa.

Na próxima semana, os dois têm um encontro com o público no Lollapalooza Brasil, na apresentação que acontece no domingo, 24. Eles sintetizam o sentimento de estar em um evento dessa magnitude como “um sonho realizado.” “Nós amamos a vida de festivais. Queríamos tocar em festivais há um bom tempo e, finalmente, chegamos neste mercado,” diz Ross.

+++LEIA MAIS: 9 cantoras no line-up do Lollapalooza 2024 para ficar de olho

“É meio surreal que vamos fechar o palco alternativo,” reflete o músico. “Mas vamos ver o que acontece. Faremos um ótimo show.” Sobre possíveis surpresas, o único spoiler que temos — se é que podemos chamar assim — é o conselho da banda: “Esperem o inesperado.”

Durante as apresentações, os dois gostam de deixar espaço para a espontaneidade. “Sempre que tocamos em um festival é especial para nós, porque é mais singular,” explica Rocky, comparando com outros shows que fazem em turnê. “Esse show ficará conosco por um tempo, lembraremos dele.”

+++LEIA MAIS: Lollapalooza 2024: o que esperar do show do Arcade Fire?

Para o show no Cine Joia, eles dizem que podemos esperar algo diferente do que veremos no final de semana no Autódromo de Interlagos. “O setlist deve passear mais pelas músicas, eu devo tomar uma cerveja a mais no side show. Faremos coisas mais loucas,” brinca Rocky.

Nas duas apresentações, no entanto, a banda performará canções dos três álbuns lançados até o momento — X (2019), Girlfriend (2021) e Summer Mixtape (2022). 

Rocky e Ross Lynch, de The Driver Era, sentados no chão
The Driver Era (Foto: Divulgação)

+++LEIA MAIS: Lollapalooza 2024: O que esperar do show da SZA?

Sobre trabalhar em família, Ross conta que isso é algo que eles sempre fizeram — antes da The Driver Era, os dois integravam a banda R5, que contava ainda com o irmão deles, Riker, a irmã, Rydel, e Ellington Lee Ratiff. “É confortável para nós. Gostamos de manter as coisas em família,” relata Ross.

Rocky dizia que muitas bandas não duram, mas sendo família há uma certa longevidade ligada a isso.

O irmão mais velho complementa a resposta relacionando a ligação deles com a franquia Velozes e Furiosos: “É tudo sobre família, as pessoas com quem você divide as coisas.” Ele ainda brinca que vai rever os filmes. 

+++LEIA MAIS: Lollapalooza: contratos não têm 'cláusula de cancelamento', admitem organizadores

Em 2023 a The Driver Era lançou o Live At The Greek, gravado no Greek Theatre, em Los Angeles. Sobre a experiência de fazer um projeto como esses, a dupla explica que apesar da responsabilidade de ser uma gravação e ter mais gente trabalhando no evento, eles tentaram agir como se fosse mais um show. ”Tentei tocar como fazemos em outros shows, sem pensar demais no que estava acontecendo,” relata Rocky.

O lançamento mais recente do duo é o single “Get Off My Phone”. Eles contam que a recepção da música pelos fãs têm sido “insana.” “Com certeza é a nossa melhor performance na primeira semana de lançamento,” conta Rocky.  “É o nosso maior lançamento”, completa Ross.  

+++LEIA MAIS: Lollapalooza anuncia novos cancelamentos; confira line-up atualizado

Apesar do bom desempenho, os dois não têm certeza se a música pode ser considerada uma amostra do que devem apresentar no futuro. “As próximas músicas não devem ser tão similares.”

Com o encerramento da turnê na América do Sul, o plano da banda é seguir no mesmo ritmo com o qual estão familiarizados. “Sempre trabalhamos em coisas novas, mesmo quando estamos em turnê. Isso é constante,mas vamos ver o que acontece no verão,” explica Ross

+++LEIA MAIS: Lollapalooza 2024: o que esperar do show do Kings of Leon?

A inspiração deles vem da vida, diz o irmão mais novo. “Acho que enquanto crescíamos, nos inspirávamos mais em artistas que costumamos ouvir, mas agora vem do dia a dia, queremos nos divertir e fazer música,” completa Rocky

A conversa caminha para o final com um recado para os fãs brasileiros: “Amamos vocês, são os melhores. Não mudem nunca!” Diz Ross. “Estamos animados por voltar e tocar para vocês. Amamos todos vocês,” diz Rocky. Eles finalizam com um conselho: “Usem sapatos bons para dançar!”

+++LEIA MAIS: Drake promete 'o show da minha vida' no Brasil após cancelar Lollapalooza