Xamã rebate críticas sobre rap romântico: "O novo assusta" [ENTREVISTA]

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, o cantor refletiu sobre a temática de amor em suas canções

Victória Gearini (@victoriagearini) Publicado em 19/05/2022, às 09h50

Xamã em entrevista exclusiva a Rolling Stone Brasil
Divulgação / Youtube / Rolling Stone Brasil

Considerado um dos artistas mais ouvidos do mundo, recentemente, o rapper Xamã alcançou o "Top 50 Global" do Spotify com o seu hit "Malvadão 3". O sucesso do artista está muito atrelado a desconstrução no rap e as suas letras que mesclam cotidiano e amor. 

Em entrevista exclusiva à Rolling Stone Brasil, o cantor refletiu sobre a desconstrução do rap nos últimos anos e como ele enxerga a inclusão de temáticas voltadas ao amor em suas canções: "O novo assusta", disse Xamã.

+++ LEIA MAIS: Star Wars ganhará série de Jon Watts, diretor de Homem-Aranha

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Rolling Stone Brasil (@rollingstonebrasil)

 

Quando uma música de rap de amor explode, ela assusta. Você tem o primeiro impacto que é o de rejeição", analisou o artista. 

+++ LEIA MAIS: Two Door Cinema Club: O que esperar de shows com vocalista substituto?

Para o Xamã, às vezes pode haver uma resistência no rap para músicas que falem sobre amor ou estranhamento de algumas pessoas, pois é uma temática relativamente nova neste estilo: "Quando você não entende, você rejeita".

No entanto, conforme o artista ressalta, o amor é um sentimento universal e que está presente no cotidiano das pessoas, independente do contexto em que elas estão inseridas. E isso é o que mais lhe fascina.

+++LEIA MAIS: Criolo se reinventa em Sobre Viver: "canto o abismo social que a gente vive" [EXCLUSIVA]

"Quando você começa a ouvir, você gosta, porque é amor. Todo mundo ama alguém", completou o rapper.

Para ouvir a entrevista completa, confira o podcast oficial da Rolling Stone Brasil, disponível nas melhores plataformas de áudio. Clique aqui!


+++ Ouça o podcast completo da Rolling Stone Brasil com o Xamã: