10 coisas completamente sem sentido no Mundo Invertido de Stranger Things [LISTA]

Ainda bem que o foco da série da Netflix é terror e ação, e não na ficção científica

Redação Publicado em 08/12/2019, às 15h00

None
Stranger Things (Foto: Reprodução / Netflix)

O sucesso de Stranger Things é incontestável. A exclusiva  Netflix conquistou carinho de vários fãs e avaliações consistentes da crítica especializada. O que não é consistente, porém, é o funcionamento do Mundo Invertido, a dimensão paralelas de onde saem os monstros da série.

Listamos abaixo 10 aspectos do MundoInvertido, compilados pelo Screen Rant, que não fazem o mínimo sentido. Eles não estragam a diversão que Stranger Things, é claro, mas ainda se destacam e são até divertidos de se pensar sobre.


Como as pessoas sobrevivem lá?

Por ser uma outra dimensão, tóxica para o seres humanos, é muito bizarro que os personagens consigam adentrá-la sem trajes de proteção e voltar sem sequelas aparentes. Também é bizarro os demogorgons serem capazes de sobreviver no mundo “real” sem ficarem debilitados também.

+++LEIA MAIS: Por que o trailer de Viúva Negra se conecta com o universo de Stranger Things?


Por que só existe um Mundo Invertido?

Por ser um universo paralelo, a existência do Mundo Invertido explora as teorias de múltiplos universos, então é esquisito que apenas exista um na série.


O Devorador de Mentes

O super-vilão de Stranger Things, essa criatura interdimensional gera uma dúvida no estilo “Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha?” na série. O Mundo Invertido foi criado pelo monstro ou precede a existência dele? Por que ele é o único ser inteligente da dimensão? Várias dessas perguntas provavelmente nunca serão respondidas.

+++LEIA MAIS: Stranger Things: 8 momentos incríveis do Jim Hopper na terceira temporada [LISTA]


Por que a Eleven está conectada ao Mundo Invertido?

Eleven é capaz de abrir e fechar portais para a dimensão assustadora, e as criaturas parecem sentir a presença dela. Agora, os comos e porquês disso nunca foram detalhados.


Por que a dimensão é idêntica ao nosso mundo?

O próprio conceito da “dimensão espelhada” é esquisito. Todos nós sabemos que o aparece no reflexo do espelho é apenas uma imagem de algo que existe. Então, o Mundo Invertido é um reflexo do nosso mundo, sem existir de fato, ou é um mundo copiado do nosso? São perguntas bem difíceis e sem informações suficientes para serem respondidas.

+++ LEIA MAIS: Stranger Things 3: Hopper foi para o mundo invertido? David Harbour dá dica


Raios e tempestades

Uma das visões mais comuns da dimensão paralela são nuvens com vários raios. Já que o Mundo Invertido é uma espécie de zona morta, não dá para entender de onde vem tanta atividade elétrica.


A (falta de) lógica dos portais

A série não explica porque é tão complicado abrir portais para o Mundo Invertido, ao passo que para sair é muito fácil, já que Eleven e até Nancy conseguiram fazer. E também, se o Mundo Invertido é tão conectado ao nosso mundo, como ele não foi descoberto antes?

+++LEIA MAIS: As 20 séries mais populares da Netflix em 2019


Os demogorgons

Se essas criaturas bizarras precisam viajar para o nosso mundo para se alimentar, como eles viviam antes de Eleven abrir o primeiro portal? E como são capazes eles mesmos de criar portais?


As luzes

Lâmpadas e outros tipos de luzes elétricas se acendem no mundo real se alguma pessoa no Mundo Invertido se aproxima delas. Apesar de usado para cenas bonitas, isso nunca foi explicado.

+++ LEIA MAIS: O Irlandês, The Crown e mais: 48 filmes e séries que estreiam na Netflix em novembro


Por que o Mundo Invertido existe?

Há grandes dúvidas se isso será explicado na série, e justificar a existência de dimensões paralelas é um grande problema para qualquer história que usa o conceito, honestamente. Resta aguardar para ver se isso terá algum desenvolvimento nas próximas temporadas.


+++ SCALENE SOBRE RESPIRO: 'UM PASSO PARA TRÁS, RESPIRAR E VER AS COISAS DE UMA FORMA NOVA'