Pulse

10 músicas que você certamente já cantou errado [LISTA]

De Red Hot Chili Peppers a David Guetta, descubra quais são as músicas que sempre cantamos errado

Camilla Millan Publicado em 01/09/2019, às 17h00

None
Red Hot Chili Peppers (Foto: Instagram)

Talvez seja a empolgação com a música, a melodia e a batida. Mas você possivelmente cantou músicas do jeito errado a vida inteira, sem saber. Por exemplo, em 'Do Leme ao Pontal', de Tim Maia, não inclui "bolo" no verso "tomo guaraná, suco de caju...". 

Vanessa DaMata também não fala sobre "os fantasmas da minha avó" em "Não Me Deixe Só". 

Embora hilários, erros são erros, certo? Decidimos, em um movimento humanitário de ajudar às pessoas que vão aos karaokês e falham miseravelmente em acertar letras que supunham saber, mostrar as versões realmente verdadeiras de algumas canções, em inglês ou mesmo em português.  

Não se preocupe, aliás, se preferir seguir com os versos errados. Nós entendemos também, certo? 

+++LEIA MAIS: Slipknot repete a mesma palavra em mais de 70 músicas

'Otherside', do Red Hot Chili Peppers

Essa é clássica. Um sucesso do Red Hot Chili Peppers que muitas pessoas cantam errado, e bem no começo da canção. Você reconhece a letra? 

"How long, how long will I slide? Separate my side, I don't". E assim vai uma das músicas mais conhecidas, mais cantadas e mais erradas da banda. A maioria das pessoas canta: "HelloHello, will I slide?".

Você já cantou assim? Muito possível. O motivo pode ser, principalmente pela forma que Anthony Kiedis interpreta a música, com vocais muito abertos e quase sem pronunciar o "ng" no final das primeiras palavras.


'Chandelier', da Sia  

Vamos combinar que esse música é realmente muito difícil de ser entendida. A forma como a Sia canta a música é arrastada, com as letras quase inacabadas ao final de cada frase. Mas se eu te falar que não é um trecho aleatório da música que erramos?

Pois é, o erro está aqui: "One, two, three, one, two, three, drink/ One, two, three, one, two, three, drink". Notou alguma diferença para o modo como você canta? Está ali no final.

A maioria das pessoas canta esse trecho como: "One, two, three, one, two, three, three/ One, two, three, one, two, three, three", repetindo a última palavra. Lógico, quando ouvimos a música é difícil de percebermos a diferença, mas ela está lá. 


'Noite do Prazer', do Claudio Zoli

E aqui vai uma música brasileira que todos cantam errado. Pois é, uma música em português que dificilmente é interpretada de maneira correta. Mas tem um motivo, a parte que cantamos incorretamente é, justamente, o nome de um guitarrista estadunidense. Você não está entendendo nada? Espera que eu te explico.

A letra cantada é "Na madrugada, a vitrola/ Rolando um blues/ Tocando B. B. King sem parar". No entanto, o que cantamos é totalmente diferente: "Na madrugada, a vitrola/ Rolando um blues/ Tocando de biquini sem parar". Até a versão "Trocando de biquini sem parar" é escutada em karaokês e festas país afora. 

Realmente, a nossa versão não faz sentido algum, mas a interpretação original confunde, principalmente para quem não conhece o famoso guitarrista de blues B. B. King.


'I Follow Rivers', da Lykke Li 

Talvez por nome você não sabia de que música se trata, mas com certeza já ouviu. O refrão dela é inesquecível: "I I follow/ I, I follow you/ Deep sea baby, I follow you". Ainda não lembrou? Talvez seja porque você sempre cantou o refrão errado.

A música é realmente difícil para quem não entende tanto a língua inglesa, o que faz com que você associe uma parte desconhecida a uma palavra que já ouviu em outras músicas. Por isso, não é raro ouvir as pessoas cantando: "I I follow/ I, I follow you/ Gipsy baby, I follow you".

A palavra parece familiar para você? Pois é, a canção "Gipsy", de Shakira, foi lançada apenas dois anos antes de "I Follow Rivers", o que pode influenciar no entendimento da música - principalmente quando a frase falada não é bem compreendida.


'Titanium', de David Guetta ft. Sia

É quase impossível não conhecer essa música. Sucesso das baladas em 2011 e 2012, a canção do DJ francês David Guetta, juntamente com Sia tocava em todos os lugares. 

E é bem no refrão que a interpretação desanda, mais especificamente no trecho: "I'm bullet proof/ Nothing to loose/ Fire away/ Fire away". Assim como as outras canções, são palavras pequenas cuja pronúncia confunde. Normalmente cantamos como: "I'm bullet proof/ Nothing to loose/ Far away/ Far away". 

Ok, as palavras são bem parecidas, mas o significado é totalmente diferente. Do trecho original: "disparar" para a nossa adaptação "tão distante", tem um diferença bem grande.


 'Dancing Queen', do Abba

Talvez você não conheça o nome da banda, mas se já viu Mamma Mia, essa canção é inesquecível. O filme, lançado em 2008,  é totalmente baseado em músicas do grupo Abba, incluindo sucessos como "Knowing Me", "Knowing You", "The Winner Takes it All", e, lógico, o sucesso "Dancing Queen".

O curioso é que, apesar da música ter virado hit e alcançado a 1ª posição na Billboard Hot 100, cantamos muito errado. O trecho correto seria: "Ooh, see that girl/ Watch that scene/ Dig in the dancing queen". Na nossa interpretação, "watch that scene" (veja aquela cena) vira "watch her scream" (veja ela gritar).

Pois é, então o trecho alegre da música, que fala sobre uma garota dançando, vira uma canção de terror em que dizemos "veja ela gritar". 


'Cool Kids', de Echosmith

Esse é um dos casos em que a fome fala mais alto. O trecho que costumamos errar é justamente um que fala o título da canção: "I wish that I could be like the cool kids/ 'Cause all the cool kids, they seem to fit in" e assim vai.

Já entendeu o que erramos? Sim, na nossa versão especial "cool kids" vira "cookies", tornando-se: "I wish that I could be like the cookies/ 'Cause all the cookies, they seem to fit in".


'My Humps', do Black Eyed Peas

Essa talvez seja uma das versões mais engraçadas que muito provavelmente você já ouviu. É normal escutar uma música que você não entende o significado e dar uma modificada, relacionando com uma palavra que você já sabe.

No caso desse hit do Black Eyed Peas, "My hump my hump my hump my hump my hump" vira "Marrom, marrom, marrom, marrom, marrom". Será que, em algum momento, você já achou que a palavra cantada era "marrom" ao invés de "my humps" (meu rebolado)? Sabemos que não faz sentido, mas no nosso português fala mais alto às vezes, não é?


'Não Me Deixe Só', de Vanessa da Mata

Conhece essa canção? "Não me deixe só/ Eu tenho medo do escuro/ Eu tenho medo do inseguro/ Dos fantasmas da minha voz". Vanessa da Mata lançou a música em 2002, e ela se tornou uma das faixas mais conhecidas da cantora.

O que a artista não sabia, era que mudaríamos o significado da canção. Percebe a mudança? "Não me deixe só/ Eu tenho medo do escuro/ Eu tenho medo do inseguro/ Dos fantasmas da minha avó". Pois é, mudamos "os fantasmas da minha voz" para "os fantasmas da minha avó", criativos, não é?


'Do Leme ao Pontal', de Tim Maia

Muito provavelmente você já cantou errado e sabe disso, mas a música é tão boa que não dá para se importar se a letra está errada ou certa.  Esse sucesso de Tim Maia, lançado em 1986, é hit até hoje, e a letra correta é: "Tomo guaraná, suco de caju/ Goiabada para sobremesa".

E você sabe qual é a versão cantada: "Bolo, guaraná, suco de caju/ Goiabada para sobremesa." Mais uma vez a fome fala mais alto, mas quem liga? Essa versão é tão cantada que quase virou a letra original.

+++ A playlist da Drik Barbosa - De Emicida a Erykah Badu