12 bandas gringas atuais que mantêm viva a força do punk

A vertente da contracultura do rock pulsa com intensidade em meio ao regresso sociopolítico e confrontos que deveriam ter ficado no passado

Igor Brunaldi Publicado em 25/10/2020, às 18h00

None
Turnstile (Foto: Instagram/Jimmy Fontaine), Otoboke Beaver (Foto: Instagram/Jaap Kroon Fotografie), Higher Power (Foto: Reprodução/Facebook/ Nat Wood) , Metz (Foto: Reprodução/Facebook)

A coexistência entre diferentes gêneros musicais sempre foi acompanhada (lê-se praguejada) pelo fanatismo que coloca, por exemplo, o rock em disputa de popularidade com o rap, ou ignora a potência do funk e do k-pop em 2020.

Em 2019, enquanto muitos profetizavam a morte do rock graças à ascensão mimética do Greta Van Fleet e o surgimento de uma infeliz onda de rockstars velhos se mostrando conservadores e retrógrados, o hip-hop aproveitou para tomar as rédeas e comandar tudo que dizia respeito a relevância no universo criativo da música.

Beatkmakers e MCs tinham mensagens muito mais urgentes a serem ouvidas. E apesar de achar que esse ainda seja o caso nos dias de hoje, me peguei questionando a força do punk nestes últimos tempos, afinal, apesar do protagonismo total e merecido do rap na indústria fonográfica, com certeza deviam haver ainda bandas atuais comprometidas em não deixar morrer a energia e os ideias carregados pelo movimento da contracultura não-conformista.

E abaixo, você encontra o resultado desse meu auto-questionamento: 12 bandas gringas contemporâneas que provam a força do punk em 2020, ano que implora por gritos antifascistas e posturas firmes contra o regresso sociopolítico.

E sim, especificar que essas são bandas internacionais significa que, em seguida, a ideia é destacar as principais bandas nacionais.


Amyl and the Sniffers

Origem: Melbourne, Austrália

Número de discos: 1 (além de dois EPs)

Disco mais recente: Amy and the Sniffers (2019)


Metz

Origem: Ottawa, Canadá

Número de discos: 4

Disco mais recente: Atlas Vending (2020)


Dope Body

Origem: Baltimore, Estados Unidos

Número de discos: 5

Disco mais recente: Home Body (2020)


The Coathangers

Origem: Atlanta, Estados Unidos

Número de discos: 6

Disco mais recente: The Devil You Know (2019)


Idles

Origem: Bristol, Inglaterra

Número de discos: 3

Disco mais recente: Ultra Mono (2020)


USA Nails

Origem: Londres, Inglaterra

Número de discos: 5

Disco mais recente: Character Stop (2020)


Higher Power

Origem: Leeds, Inglaterra

Número de discos: 2

Disco mais recente: 27 Miles Underwater (2020)


Queen Zee

Origem: Liverpool, Inglaterra

Número de discos: 1

Disco mais recente: Queen Zee (2019)


Otoboke Beaver

Origem: Kyoto, Japão

Número de discos: 9

Disco mais recente: Itekoma Hits (2019)


Control Top

Origem: Filadélfia, Estados Unidos

Número de discos: 1

Disco mais recente: Covert Contracts (2019)


Fidlar

Origem: Los Angeles, Estados Unidos

Número de discos: 3

Disco mais recente: Almost Free (2019)


Turnstile

Origem: Baltimore, Estados Unidos

Número de discos: 2

Disco mais recente: Time & Space (2018)