3 filmes de crimes terríveis baseados em histórias reais que você provavelmente não sabia

Produções que ficam mais assustadoras exatamente por serem inspiradas na realidade

Redação Publicado em 29/04/2020, às 18h04

None
Joaquin Phoenix como Coringa (Foto: Divulgação / Warner)

Os filmes "baseado em fatos reais" estão entre os preferidos do público, principalmente porque, em geral, são produções grandiosas e a verdade costuma ser mais estranha e curiosa do que a ficção.

+++LEIA MAIS: 5 filmes na Netflix para lidar com o coração partido

Alguns dos dramas criminais mais loucos e extravagantes da história do cinema foram baseados, ou parcialmente inspirados, na realidade. Aqui estão 3 exemplos, listados pelo Screenrant

O Fugitivo (1993)

Inspirado na série de mesmo título, o filme apresenta Harrison Ford como um homem viúvo tentando limpar seu nome após o assassinato da esposa. Embora os criadores do programa original digam o contrário, é muito provável que tenha sido baseado em um dos maiores mistérios de assassinatos não resolvidos da história.

A trama compartilha uma estranha semelhança com a história de Sam Sheppard, que foi julgado, condenado e exonerado pela morte da esposa, Marilyn. O caso atraiu manchetes nacionais, no entanto, o culpado por trás do assassinato de Marilyn nunca foi encontrado, e o caso ficou frio desde então.

+++ LEIA MAIS: Como diretor de Doutor Sono conseguiu ‘copiar’ hotel de O Iluminado, de Kubrick?


O Silêncio dos Inocentes (1991)

O assassino e ladrão de covas Ed Gein foi um dos criminosos mais notórios do século XX. Ele foi considerado culpado de matar duas pessoas e tinha hábito de desenterrar túmulos e usar restos humanos como decoração - essa história ajudou a inspirar uma das maiores obras de terror.  

Como Gein, Buffalo Bill, o principal antagonista deO Silêncio dos Inocentes, é um assassino psicótico que usa a pele da vítima para criar um traje feminino. Gein também fez roupas com carne humana e até usou os restos para fazer móveis e outros utensílios domésticos.

+++LEIA MAIS: Clássico O Silêncio dos Inocentes ganhará sequência em série de TV


Coringa (2019)

Desde a criação, há quase oitenta anos, o Coringa se tornou uma metáfora de todos e quaisquer males da sociedade. O Coringa de 2019 apresentou aos espectadores uma encarnação mais realista do vilão, e uma característica, em particular, foi inspirada por um dos piores homens da história americana.

A maquiagem de Arthur Fleck foi inspirada no design do alter-ego do assassino em série John Wayne Gacy, conhecido como "Palhaço Assassino" e acusado de torturar, estuprar e matar ao menos 33 adolescentes entre 1972 e 1978.

+++LEIA MAIS:  Por que a cultura pop tem obsessão por serial killers? [ANÁLISE]


+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL