3 histórias da Marvel tão ruins que chegam a ser boas

Inclusive, parte delas conseguem ser aclamadas por alguns fãs

Redação Publicado em 30/12/2020, às 08h59

None
Personagens da Marvel (Foto: Reprodução)

As histórias em quadrinhos da Marvel exploram histórias dos diversos personagens da editora, com histórias criativas. No entanto, isso não impede a empresa de fazer histórias ruins, as quais não agradam público e crítica. Inclusive, algumas HQs são tão ruins que conseguiram, de alguma maneira, status cult nos dias de hoje, de acordo com o CBR.

Alguns desses quadrinhos, por mais que sejam ruins, se deram muito bem nas vendas e se tornaram sucessos - e agora alguns fãs exaltam elas. Veja abaixo três histórias da Marvel tão ruins que chegam a ser boas, segundo o site.

+++LEIA MAIS: Mulher-Maravilha 1984: Por que uma simples camiseta de banda gerou polêmica no filme?


Infinity War

Depois de Desafio Infinito, Adam Warlock empunha a Manopla do Infinito e procura se livrar dos aspectos bons e maus dentro de si mesmo, com o intuito de tornar-se mais lógico. Em vez disso, ele sem querer cria uma versão maligna de si mesmo, chamada Magus.

A história é um grande crossover, no qual os heróis precisam tentar parar Magus e outros clones do mal - além de Doutor Destino e Kang, o Conquistador tentarem conseguir poder no mundo. De acordo com o CBR, a sequência de Infinity War, intitulada Infinity Crusade, é absolutamente terrível, mas se tornou popular porque era uma sequência direta de Desafio Infinito.


Avengers: The Crossing

Nesta HQ de 1995, o Homem de Ferro decide trair os Vingadores para favorecer Kang, o Conquistador, resultando em muitas mortes. Ao invés de derrotá-lo em uma luta, os heróis decidem voltar no tempo para recrutar um Tony Stark de 19 anos, com o intuito de trazê-lo ao presente para parar a versão mais velha e maligna dele mesmo.

Para o CBR, não existe razão justificável para este enredo. A história é tão forçada e ruim, mas pelo menos é intrigante, porque nela podemos ver um herói de longa data virar um vilão.

+++LEIA MAIS: Zack Snyder explica por que DCEU nunca será igual ao MCU


Howard the Duck

Howard, o Pato tinha uma história bastante interessante - tanto nos quadrinhos quanto nos bastidores. Inclusive, a Disney teve uma leve participação na criação do personagem por querer distingui-lo de Pato Donald; e houve algumas relações sexuais entre espécies entre ele e a namorada humana, Beverly Switzler.

Como apontado pelo CBR, embora as histórias, agora clássicas, de Howard, o Pato tenham alcançado status de cult e tenha muitos seguidores, a trama é tão ruim e implausível que atraem um público muito pequeno.


+++SHOWS QUE PERDEMOS EM 2020 | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes