3 motivos para assistir (e 3 para não assistir) Oxigênio, novo suspense da Netflix [LISTA]

Estrelado por Mélanie Laurent, o longa-metragem chegou na última quarta, 12, na plataforma de streaming

Julia Harumi Morita Publicado em 13/05/2021, às 16h06

None
Oxigênio (Foto: Reprodução via IMDb)

A nova aposta da Netflix é um filme de suspense, ficção científica e muitos momentos claustrofóbicos. Lançado no dia 12 de maio, Oxigênio alcançou o segundo lugar no Top 10 da plataforma de streaming no Brasil no primeiro dia de exibição.

Dirigido por Alexandre Aja, o filme retrata o despertar de uma mulher cabine criogênica e a luta dela para impedir o esgotamento da reserva de oxigênio. A situação piora conforme a protagonista Liz, interpretada por Mélanie Laurent (Bastardos Inglórios), sequer se lembra da própria identidade ou do motivo de estar ali.

+++ LEIA MAIS: 3 motivos para assistir Eu Me Importo, novo filme de Rosamund Pike na Netflix

Ainda não viu Oxigênio? Então confira 3 motivos para assistir (e 3 para não assistir) a nova produção da Netflix:

Para não assistir: Uma narrativa familiar

O enredo é bem familiar. Ao longo do filme, é fácil lembrar de Enterrado Vivo(2010), no qual Ryan Reynolds luta para sair de um caixão, e Passageiros (2016), no qual Chris Pratt acorda antes do programado em uma nave espacial.

+++ LEIA MAIS: 5 motivos para assistir Amigas para Sempre, série da Netflix sobre amizade ao longo de décadas [LISTA]


Para assistir: O que eu faria nesta situação?

O filme é um ótimo entretenimento, do tipo "O que eu faria nesta situação?", por mais que as circunstâncias sejam difíceis de se concretizarem. Os espectadores mergulham nos conflitos do filme e torcem para a protagonista desvendar os problemas tecnológicos e emocionAis a tempo.


Para não assistir: Um personagem, uma locação

Filmado durante a pandemia, Oxigênio conta com uma única protagonista, a qual passa o filme inteiro em um único ambiente. A falta de variação de cenário pode ser incômoda para aqueles que gostam de grandes mudanças e reviravoltas.

+++ LEIA MAIS: De Erased a The Midnight Gospel: 6 animações adultas para assistir na Netflix [LISTA]


Para assistir: Performance

Entre elogios e críticas, grandes veículos internacionais, como o The Guardian e The New York Times, exaltaram a performance de Laurent.

"A premissa é simples, mas este roteiro cheio de reviravoltas de LeBlanc dá a Laurent ampla oportunidade de brilhar. Por causa de seu cenário limitado, o filme depende da habilidade de atuação de Laurent, e ela corajosamente oscila entre euforia, terror e determinação," escreveu Lena Wilson do The New York Times.

+++ LEIA MAIS: Netflix quer lançar um filme por semana até agosto - veja títulos, datas de estreia e sinopses


Para não assistir: Um pouco frustrante

Para a Variety, um dos problemas do filme é a forma como o espectador descobre as informações antes da protagonista. "Quanto mais vemos [Laurent] fora do casulo dela, mais rápido descobrimos a situação. E pode ser frustrante esperar que ela perceba," escreveu Peter Debruge.


Para assistir: Reviravoltas emocionais

O longa pode não ter mudanças de cenários ou um grande elenco, mas consegue prender o espectador com as reviravoltas emocionais, conforme a protagonista é atingida por memórias e consegue informações sobre si mesma.

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir Vozes e Vultos, novo suspense da Netflix [LISTA]

"Oxigênio não é uma história de sobrevivência no sentido convencional, afinal. Ao contrário de Enterrado Vivo, em que Ryan Reynolds luta para escapar de um caixão com apenas um isqueiro e um celular com bateria fraca em seu nome, a essência de Oxigênio é mais existencial por natureza. Liz deve adivinhar quem - ou mais precisamente, o que - ela é, e uma vez que essa revelação venha à luz, há uma escolha consciente a ser feita se ela deseja continuar respirando," escreveu a Variety.


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL