3 vezes que Lady Gaga provou ter talento para ser vocalista de uma banda de rock

A cantora já provou que tem atitude e voz para ousar no estilo musical

Larissa Catharine Publicado em 21/03/2020, às 16h00

None
Lady Gaga (Foto: Dennis Van Tine/AP)

A trilha sonora de Nasce Uma Estrela, ganhadora do Grammy, mostrou ao grande público a versatilidade musical de Lady Gaga, antes reconhecida apenas pelos fiéis Little Monsters, fãs da diva do pop.

Apesar de ser famosa pelos visuais extravagantes e hits dançantes como "Poker Face" e "Bad Romance", a artista conquistou a admiração de ícones do rock e subiu ao palco com bandas como Queen, The Rolling Stones e Metallica.

Seja com o raio no rosto nas primeiras aparições de Gaga na mídia, homenagem ao ídolo David Bowie, ou a resposta direta ao Motley Crue em "Boys, Boys, Boys", música do disco de estreia, a cantora fez referências ao rock desde o início da carreira. 

+++ LEIA MAIS: 5 artistas que não existiriam sem David Bowie: Marilyn Manson, Madonna e mais

Até mesmo artistas com gosto musical diferente do pop já elogiaram a atitude de rockstar de Gaga.Marilyn Manson, por exemplo, que participou do remix de “Love Game”, no álbum The Remixes (2010) comentou à Digital Spy, em 2012. : "Entendo a ideia geral do que ela está fazendo e admiro isso. (...) Não escuto exatamente esse tipo de música, mas isso não significa que eu não goste dele". 

Gene Simmons, vocalista e baixista do Kiss, foi mais longe. "Eu amo a vibração, a boca grande e as grandes produções visuais. [Lady Gaga] é a coisa mais empolgante que aconteceu desde nós. Ela é uma versão feminina do Kiss”,elogiou Simmons ao jornal britânico Daily Star

+++ LEIA MAIS: Livro infantil de Paul McCartney vai virar animação da Netflix; Lady Gaga participará da trilha sonora

The Rolling Stones

No último show da turnê de 50 anos dos Rolling Stones, em 2012, Gagasubiu ao palco para cantar o clássico “Gimme Shelter”. “Vai ser adorável conhecer Gaga, a dama. O jeito dela de cantar é muito interessante”, comentou Ronnie Wood em entrevista à Associated Press


Queen

Gaga convidou Brian May para tocar guitarra na música “You and I”, do álbum Born This Way (2011). A dupla subiu ao palco do VMA 2011 para apresentar a música e, depois da parceria, May considerou a cantora como possibilidade para assumir os vocais do Queen. “Eu trabalhei com Lady Gaga e ela é muito criativa, alguém que conversamos sobre cantar, se apresentando com a banda. Ela não é apenas uma cantora, ela compõe o próprio material”, contou o guitarrista ao Daily Express.

+++ LEIA MAIS: E se a namorada do seu ex fosse Lady Gaga? Jornalista detalha situação que vive

Pouco tempo depois, Adam Lambert se juntou ao grupo, mas Gaga subiu ao palco do Queen, em 2014, na Austrália. Ao lado de Lambert,a cantora apresentou“Another One Bites the Dust”.


Metallica

No Grammy 2017, Gaga foi convidada pelo Metallica para cantar "Moth into Flame", do álbum Hardwired… to Self-Destruct. Com dançarinos e muita pirotécnia, a apresentação foi prejudicada por um cabo desconectado no microfone de James Hetfield, vocalista da banda. A falha técnica prejudicou o resultado da performance, mas o registro dos ensaios mostra a potência dos vocais de Gaga.

Após a apresentação, o baterista Lars Ulrich elogiou o talento da cantora à Rolling Stone EUA. “A voz, atitude, a visão de tudo é tão incrível. [A performance] foi tão fácil e orgânica. Ela tem o espírito de hard rock e metal fluindo nas próprias veias. É realmente fácil para ela. Não há nada artificial; ela só tem essa energia super quente e fácil”, comentou Ulrich. 


+++ GUNS N" ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA