365 Dias: 5 coisas sobre o novo filme da Netflix que não fazem sentido

Enquanto a trama aborda assuntos sérios, como tráfico e relacionamentos abusivos, alguns nós ainda ficaram soltos

Redação Publicado em 18/07/2020, às 14h00

None
Cena de 365 Days (Foto: Netflix / Reprodução)

Baseado no romance de Blanka Lipińska, 365 Dias acompanha a história sombria de Laura Biel e seu sequestrador, Massimo Torricelli.

+++LEIA MAIS: Porque filmes com relacionamentos abusivos e tóxicos como 365 Dias e 50 Tons de Cinza ainda ganham tanto destaque? [ANÁLISE]

Enquanto o filme aborda assuntos sérios, como tráfico e relacionamentos abusivos, uma parte do público acredita que nada faz muito sentido e, ainda, alguns nós ficaram soltos ao longo da trama. 

+++LEIA MAIS: 365 Dias: novo ‘50 Tons de Cinza’ é um show de horror tóxico e abusivo [REVIEW]

Confira, abaixo, 5 falhas notáveis no enredo de 365 Dias (via Screen Rant):

 

A memória incrível de Massimo 

A primeira vez que Massimo viu Laura foi seguida pelo assassinato de seu pai. Dali a cinco anos, ele a reconhece no aeroporto. No entanto, é pouco realista que, depois de tanto tempo, ele ainda se lembrasse de uma mulher aleatória a quem ele havia avistado de longe. Inclusive, o trauma que ele enfrentou assim que eles se encontraram nos dá mais motivos para duvidar de sua memória. 


Seduzir Laura parece mais importante que encontrar o assassino de seu pai

Imagens de Laura através de um binóculo mostram-na olhando diretamente para Massimo enquanto seu pai é morto. Sendo assim, sequestrar Laura o coloca de frente para uma testemunha chave do crime que mudou sua vida para sempre. Sim, ele poderia ter feito algumas perguntas a ela, até porque, se ele já sabia quem havia cometido o assassinato, isso nunca é mencionado. Laura também não mostra nenhum interesse em discutir o evento. Quando Massimo revela que estava na praia aquele dia, ela continua para o próximo tópico.


A promessa de Massimo 

A promessa de Massimo dizendo que "esperaria pelo consentimento de Laura" é quebrada antes que ele ao menos completasse a frase. Pois é, o significado que ele atribui à palavra é um tanto quanto nebuloso. Ele a pressiona contra sua vontade enquanto diz isso. Depois que a promessa foi feita, ele a agarra pela garganta e acoloca contra a parede. E as coisas pioram à medida que o filme continua. Laura o confronta algumas vezes ao longo do filme, mas nunca mencionou essa hipocrisia flagrante.


Laura teve a chance de perdir ajuda, mas não o fez

Laura ordena que Massimo lhe devolva seu telefone paraque ela telefonasse para sua mãe. Nesse momento, ela é livre para falar qualquer coisa. É aí que ela provavelmente deveria ter mencionado o fato de, sei lá, ter sido sequestrada num país astrangeiro. Em vez disso, Laura afirma calmamente que está bem. Em seguida, ela tenta escapar de Massimo a pé, tornando as coisas ainda mais confusas.


Sair para tomar sorvete no meio de uma guerra

Fala-se constantemente de toda a violência causada pela guerra entre Massimo e outras famílias do crime. A mesma guerra faz com que ele levasse um tiro e seu pai fosse assassinado - ainda nos cinco primeiro minutos de filme. Depois, sua ex-namorada aumenta o drama ameaçando matar sua atual namorada. Apesar disso, Laura tem permissão para passear por clubes sozinhas, restaurantes ao ar livre e é enviada de volta à Polônia desacompanhada. Massimo é um homem incrivelmente possessivo, mas não o suficiente para garantir a segurança de sua própria namorada.


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE