3,9 milhões das famílias mais ricas receberam o auxílio emergencial de R$ 600, diz pesquisa

O estudo foi realizado pelo Instituto Locomotiva

Redação Publicado em 04/06/2020, às 11h32

None
Banco da Caixa (Foto: Instagram / Reprodução)

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva e publicada pelo portal UOL, cerca de 3,89 milhões de famílias ricas do Brasil receberam o auxílio emergencial de R$ 600 - uma plataforma do governo para apoiar as pessoas economicamente prejudicadas pela pandemia de coronavírus.

+++LEIA MAIS: Lagum, Los Hermanos, Anavitória e mais: como os artistas ajudam produtores, técnicos de som e equipe

Para receber o auxílio, é necessário ter renda de até R$ 522,50 por pessoa ou renda familiar mensal de até R$ 3.135. No entanto, famílias com renda acima de R$ 1.780 por pessoa (classificadas pelo Instituto Locomotiva como classes A ou B) também pediram o auxílio, mesmo sem direito a ele.

O estudo foi feito com 2.006 pessoas com mais de 16 anos em 72 cidades diferentes entre os dias 20 e 25 de maio, com margem de erro de 2%.

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, revelou que muitas pessoas contempladas indevidamente com o benefício negam estar agindo erroneamente, Elas justificam que tem o direito de receber auxílio pois pagam impostos e também foram afetadas pela crise.

+++LEIA MAIS: Lockdown tem apoio de 60% dos brasileiros, aponta pesquisa

Uma outra pesquisa do Data Favela, realizada pelo Instituto Locomotiva com a Cufa (Central Única das Favelas), mostra que 65% dos moradores de favelas pediram o auxílio emergencial. Desses, 39% não receberam nada. 

Ainda, 34% das famílias nas favelas perderam toda a renda por causa do novo coronavírus, enquanto 39% contam com menos da metade da renda anterior à pandemia.

O estudo foi feito com 3.561 homens e mulheres em 72 cidades diferentes entre os dias 19 e 22 de maio. A margem de erro é de 1,6%.

 


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE