4 clichês de filmes de Sessão da Tarde que Cobra Kai desconstruiu

A série da Netflix mostra a realidade por trás da caricatura dos clássicos dos anos 1980

Vinicius Santos | @vini_ls13 Publicado em 06/12/2020, às 14h00

None
Cobra Kai (foto: reprodução/ YouTube/ Netflix)

O 'Clássico da Sessão da Tarde' Karatê Kid (1984) é algo inesquecível. A história conta como Daniel LaRusso (Ralph Macchio) conhece o Sr.Miyagi (Pat Morita) e o caminho das artes marciais para ganhar disciplina e mudar a vida, mas também abusa de estereótipos. O filme tem diversos clichês sobre a vida escolar nos Estados Unidos e os personagens desse cenário, como incontáveis filmes dos anos 1980 fizeram.

+++LEIA MAIS: Cobra Kai 3: O que podemos esperar da nova temporada?

Entretanto, a continuação oficial da saga Karatê Kid, Cobra Kai, mostra o outro lado de vários desses estereótipos, em uma combinação capaz de fazer o fã mais fiel questionar as próprias convicções sobre a história. A Rolling Stone Brasillistou alguns elementos presentes na série da Netflix que são virados de cabeça para baixo.


O antagonista malvado? Tem certeza?

Cobra Kai mostra o lado de Johnny Lawrence (William Zabka) nunca visto nos filmes. Ele era sim um bully com desvios de caráter e uma postura machista, mas o expectador nunca soube a causa disso. Johnny veio de uma casa sem estrutura familiar, perdeu a mãe cedo e aparentemente nem sabe quem é o pai dele, tendo que aturar a humilhação do padrasto Sid.

+++LEIA MAIS: Karatê Kid: Ralph Macchio revela como foi convencido a voltar como Daniel San em Cobra Kai, sucesso da Netflix

Além disso, vemos o impacto desses traumas de infância na vida adulta de Lawrence. Ele se divorciou e foi um pai ausente para o filho Robby, mas tenta se redimir e melhorar ao reabrir o dojô Cobra Kai. Ver todas as camadas do personagem mostra um lado humano e nem um pouco vilanesco.


Herói não tão heroico

Daniel LaRusso não esteve 100% do tempo no lado certo da história em Karatê Kid. Johnny fornece a versão dele sobre o conflito entre os personagens, e prova em várias situações que o temperamento difícil do protagonista causou os problemas - e ele não tratava o rival de forma justa.

+++LEIA MAIS: Alguém percebeu que Will Smith "está" em Cobra Kai, série que volta ao universo de Karatê Kid da Netflix?

EmCobra Kai vemos um Daniel-san bem-sucedido e pai de família, porém mesmo com tantas conquistas na vida, ele não consegue superar o rancor e tratar Johnny com respeito. Isso também causa vários problemas para ambos e demonstra como LaRusso não é tanto o herói da história.


Nada de felizes para sempre

A rivalidade de Lawrence e LaRusso não era apenas no caratê, mas também no amor. Daniel-san era perdidamente apaixonado por Ali Mills (Elizabeth Shue), então namorada de Johnny. Os dois brigaram feio por ela, até que o discípulo do Sr. Miyagi a conquistou. 

+++ LEIA MAIS: Cobra Kai: William Zabka teve medo que a série fosse cancelada após reviravolta da 2ª temporada

Porém, quando começam os eventos de Cobra Kai, nem LaRusso nem Lawrence estão casados ou sequer tem contato com Alli, que aparentemente nem mora mais em All Valley. O amor pelo qual os dois brigaram tanto não durou para sempre, ao contrário dos clichês.


Cultura de 'vencedores e perdedores'

Daniel-san é chamado várias vezes de 'perdedor' na escola e por Johnny. O bullying pesado e a noção de que apenas os alunos populares e descolados fariam sucesso na vida está em quase todos os filmes dos anos 1980.

+++LEIA MAIS: Cabelo ou peruca? Ralph Macchio gera debate nas redes sociais por cabeleira em Cobra Kai

Em Cobra Kai, LaRusso tornou-se empresário próspero e Johnny vive no mesmo bairro pobre onde o rival havia se mudado no começo dessa história. Ironia do destino ou a série aproveitou para quebrar mais um estereótipo? 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ FROID: 'QUERO CHEGAR A UM NÍVEL POPULAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL