4 curiosidades sobre Eu, a Patroa e as Crianças [LISTA]

A série de comédia completou 20 anos no último domingo, 28

Redação Publicado em 29/03/2021, às 12h39

None
Eu, a Patroa e as Crianças (Foto: Reprodução /Twitter)

No dia 28 de março de 2001, o seriado Eu, a Patroa e as Crianças foi exibido na televisão pela primeira vez. Criada, produzida e estrelada por Damon Wayans, a produção fez sucesso com o público brasileiro ao fazer parte da programação do SBT. 

Ao longo de cinco temporadas, a sitcom acompanha a vida bem humorada de Michael Kyle ao lado da esposa, Jay (Tisha Campbell-Martin), e dos filhos Junior (George O. Gore II), Claire (Jazz Raycole e Jennifer Freeman) e Kady (Parker McKenna Posey). 

+++ LEIA MAIS: As 10 melhores frases de Todo Mundo Odeia o Chris

Em homenagem ao aniversário de 20 anos de Eu, a Patroa e as Crianças, listamos quatro curiosidades sobre a série. Confira:

Um ator, dois papéis 

Segundo Yahoo!, o ator Andrew McFarlane interpretou Roger, o amigo de Junior, antes de aparecer como Tony, o namorado de Claire, na série. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

O episódio do vírus

Em 2020, o 19º episódio da quarta temporada ganhou repercussão na web por retratar um surto de gripe, segundo o Notícias da TV. Ao saber da doença, Michael faz de tudo para se proteger, como o uso máscara, o distanciamento de entregadores de pizza e o isolamento social da esposa após ela ser infectada. 


Cancelamento 

De acordo com o Screen Rant, o anúncio do cancelamento da série ganhou repercussão no mesmo dia em que o episódio final da quinta temporada foi exibido. Ao avaliarem que a série não conquistava mais o público, a ABC, emissora original da série, decidiu não dar continuidade à produção. 

+++ LEIA MAIS: Friends, Fleabag, The Office e mais: as 10 melhores séries de comédia que ganharam Emmy, segundo o IMDb

Porém, a notícia foi uma surpresa para Wayans, que fechou a série com um grande gancho: a gravidez surpresa de Jay


Fim da carreira de ator

George O. Gore, o Junior,  deixou a carreira de ator em 2013 para se dedicar aos estudos, segundo o Splash. Curiosamente, o personagem dele era alvo de piadas por causa da falta de inteligência. 

+++ LEIA MAIS: 6 curiosidades sobre Modern Family que você provavelmente não sabia [LISTA]


+++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

 

+++ MAIS SOBRE SITCOMS: 4 curiosidades sobre Todo Mundo Odeia o Chris

A Amazon Prime Video surpreendeu os assinantes ao disponibilizar todos os episódios de Todo Mundo Odeia o Chris no dia 8 de janeiro de 2021.  Inspirada na vida do comediante Chris Rock, a série acompanha o cotidiano de um garoto de mesmo nome, que precisa lidar com os conflitos da adolescência e o fato de ser o único estudante negro da escola. (Via Omelete

O seriado ficou popular no Brasil ao ser exibido pela Record TV e se tornou uma das produções queridinhas do público. Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil separou 4 curiosidades sobre o Todo Mundo Odeia o Chris. Confira: 

Como surgiu o nome da série 

De acordo com informações do Adoro Cinema, o nome da série foi inspirado na produção dos anos 1990 Everybody Loves Raymond, em português, Todo Mundo Ama o Raymond, da qual Rockera fã.

+++LEIA MAIS: Elenco de Todo Mundo Odeia o Chris discute na web por ‘supremacia negra’ e Black Lives Matter


Tyler James Williams não era o ator favorito 

Tyler James Williams ficou eternizado na televisão no papel de Chris, contudo, ele não era o favorito para o papel. Segundo o Catraca Livre, Rock achava Williams bonito demais para ser um garoto odiado por todos. Felizmente, o criador e produtor mudou de ideia e deu o papel para o ator mirim.

+++ LEIA MAIS: Como está o elenco de Todo Mundo Odeia O Chris?


A cena final é uma paródia

Além do nome, a cena final da série foi inspirada em outra produção. De acordo com o Catraca Livre, o último momento é uma paródia da série Família Soprano (1999), que não dá um final definido para a vida dos personagens.

+++ LEIA MAIS: Terry Crews manda recado em português para fãs brasileiros; assista


Realidade x ficção

Apesar da série mostrar Chris aprovado no supletivo no final, Rock não seguiu o mesmo caminho do personagem, segundo o Yahoo! Vida e Estilo. Na vida real, o comediante precisou largar a escola para trabalhar e ajudar a família depois de perder o pai, em 1988.