4 fatos que você não sabia sobre Michael Jackson: De dormir no chão a mudar o nome

O músico guardava segredos e peculiaridades - e o Aventuras na História listou quatro deles

Redação Publicado em 01/06/2020, às 17h43

None
Michael Jackson (Foto: Allen / Media Punch / IPX)

Ao longo da vida e carreira, Michael Jackson contribuiu imensamente para o universo da música e, inclusive, da dança - mas também se envolveu em diversas polêmicas, como as acusações de assédio sexual.

+++LEIA MAIS: 6 Mitos sobre Michael Jackson: nariz falso, invenção do moonwalk e mais

O músico, porém, também tentava levar uma vida normal e guardava segredos e peculiaridades que muitas pessoas não sabem. Sendo assim, o Aventuras na História listou 4 fatos sobre Michael Jackson que provavelmente você não sabia. 

Grande Leitor

A biografia Remember The Time: Protecting Michael Jackson In His Final Days aponta que o músico era apaixonado pela literatura e gastava em média US$ 5 mil nas frequentes visitas à livraria. 

O Aventuras na História relembrou também que Bob Sanger, ex-advogado do cantor, contou que ele tinha uma biblioteca de mais de 10 mil livros e lia sempre que conseguia um tempo livre. Ainda, tinha preferências por livros de Psicologia, Sociologia e, principalmente, aqueles os quais refletiam sobre questões raciais. 

+++ LEIA MAIS: A briga de Paul McCartney com Michael Jackson: como um ‘jogo sujo’ acabou com a amizade entre eles


Amantes

Na mesma biografia, também foi lembrado que Michael Jackson teria tido amantes nos  últimos anos de vida, segundo o próprio músico relatava para os funcionários que trabalhavam na casa dele.

Duas das moças citadas apenas pelos apelidos para manter anonimidade foram vistas pelo motorista e pelos seguranças por um breve período. De acordo com o livro, via Aventuras na História, as mulheres não moravam nos Estados Unidos e se encontravam com ele em Middleburg, Virgínia, porque o músico julgava que não havia imprensa lá. 

+++ LEIA MAIS: O dia que Michael Jackson foi enquadrado pela polícia por usar máscara de ski no supermercado


Trocou os nomes dos filhos

Para que os filhos tivessem uma infância sem a imprensa em cima deles e com a mínima exposição possível, o Aventuras na História aponta que Michael Jackson costumava realizar as matrículas nas escolas com a condição de que as crianças fossem apresentadas para os alunos com outros nomes, sem os reais para evitar escândalos e exposição desnecessária. 

+++ LEIA MAIS: Como Michael Jackson tentou comprar ossos do Homem-Elefante - e ganhou imagem de 'esquisitão' por isso


Acreditava que era espionado 

O músico acreditava que era o tempo todo espionado. Segundo relatos dos seguranças Bill Whitfield e Javon Beard que trabalharam ao lado de Jackson entre dezembro de 2006 até a morte dele, via Aventuras na História, o cantor se sentia perseguido, vigiado e espionado. Portanto, todos os lugares que ele ia, principalmente os hotéis, precisavam ser inspecionados para ver se não havia nada que o gravasse.

+++ LEIA MAIS: Elton John lembra de Michael Jackson como "uma pessoa perturbadora" em autobiografia


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE