4 filmes aclamados pela crítica, mas que fracassaram na bilheteria

Por mais que sejam consideradas ótimas produções, elas trouxeram prejuízo aos estúdios

Redação Publicado em 14/11/2020, às 18h00

None
Michael Cera em Scott Pilgrim contra o Mundo (Foto: Reprodução) e Jim Carrey em O Mundo de Andy (Foto: Reprodução/BBC)

Um dos fatores mais importantes para um filme ser bem-sucedido é ter boa recepção da crítica especializada, porém, isso nem sempre garante que as produções de Hollywood sejam hit de bilheteria.

Inclusive, ao longo dos anos, diversos ótimos longas são lançados nas telonas, mas não conseguem chamar atenção do público - alguns deles ainda conseguem virar filmes cult em Hollywood depois de um tempo, como Scott Pilgrim contra o Mundo. Veja abaixo 4 filmes aclamados pela crítica, mas que fracassaram no desempenho da bilheteria (via Screen Rant).

+++LEIA MAIS: Star Wars: George Lucas queria Darth Maul como vilão da trilogia de Kylo Ren


Scott Pilgrim contra o Mundo (2010)

None

Em 2010, estreava Scott Pilgrim contra o Mundo, dirigido por Edgar Wright, que ganharia status cult somente com o lançamento em DVD. A Universal Pictures deu um orçamento de US$ 60 milhões à produção, mas ela arrecadou apenas US$ 47.6 milhões na bilheteria mundial, de acordo com Box Office Mojo.

Aclamado pela crítica, Scott Pilgrim foi indicado em mais de 70 prêmios, sendo um deles o de Melhores Efeitos Visuais na 83ª cerimônia do Oscar.


Idiocracia (2006)

De acordo com o Screen Rant, o filme provou como uma comédia pode trazer uma ótima história quando ela se mistura com ficção científica. A trama acompanha um soldado que participa de um experimento científico e acorda somente 500 anos depois - e se depara com uma sociedade distópica onde as pessoas não são inteligentes.

Os trabalhos do protagonista Luke Wilson e Terry Crews, intérprete do presidente Dwayne Camacho, foram bastante elogiadas pelos críticos. No entanto, Idiocracia apenas arrecadou US$ 495 mil na bilheteria - e teve orçamento de US$ 4 milhões.

Assim como aconteceu com Scott Pilgrim, o filme alcançou status cult com as ótimas vendas de DVD.

+++LEIA MAIS: Jovens Bruxas: A Nova Irmandade é um tributo gentil e divertido ao clássico original de 1996 [REVIEW]


A Fantástica Fábrica de Chocolate (1971)

None

Chega a ser estranho pensar que um maiores clássicos de Hollywood teve um início turbulento. Após sair de circulação dos cinemas, A Fantástica Fábrica de Chocolate, adaptação do livro homônimo de Ronald Dahl, arrecadou apenas US$ 4 milhões, pouco mais que os U$ 3 milhões do orçamento.

por conta do fraco desempenho, a Paramount deixou os direitos do filme expirarem. Então, a Warner Bros. comprou os direitos por US$ 500 mil e relançou na televisão. Essa atitude, de acordo com o site, fez a produção atingir status de cult.


O Mundo de Andy (1999)

Mesmo com o enorme sucesso de Jim Carrey nos anos 1990, O Mundo de Andy, biografia que segue a ascensão do lendário artista Andy Kaufman, não se deu muito bem entre o público dos cinemas.

O longa explora a infância de Kaufman, assim como a ascensão dele em clubes de comédia e programas de entrevistas.

A Universal Pictures investiu US$ 82 milhões de orçamento para as filmagens e marketing. Porém, as bilheterias foram negativas e a produção arrecadou somente US$ 47 milhões. Pelo menos, Jim Carrey ganhou um Globo de Ouro pelo trabalho.

+++LEIA MAIS: 6 músicas essenciais para conhecer o rapper Russ


+++ MANU GAVASSI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ MAIS SOBRE CINEMA: filmes incríveis para assistir na Netflix

Klaus

O filme espanhol indicado ao Oscar repensa a origem do Papai Noel. Na trama, acompanhamos um jovem carteiro que faz amizade com um fabricante de brinquedos fechado. A história bem-humorada e comovente é perfeita para a época de fim de ano. 


Perdi Meu Corpo

Com um visual fantástico e de tirar o fôlego, Perdi Meu Corpo mistura drama e fantasia. A animação francesa narra a jornada inusitada de um jovem apaixonado e de uma mão decepada à procura do próprio dono. A premissa é ousada, e o filme segura essa audácia com uma história viciante.


A Origem dos Guardiões

No longa, o grupo Guardiões Imortais, composto por figuras conhecidas dos contos infantis, se reúnem para derrotar o vilão Breu. A Origem dos Guardiões mostra um lado único e delicado sobre perdas e reconciliações, que pode passar despercebido pelo público mais jovem, mas marca quem é mais velho.


A Noiva Cadáver

A Noiva Cadáver é um clássico de animação dirigido por Tim Burton e Mike Johnson. Na história, o jovem Victor está prestes a se casar com Victoria. No entanto, uma noiva morta pensa que Victor se casará com ela e o leva para o mundo dos mortos. Apreensivo, o jovem precisa voltar para o mundo dos vivos antes que Victoria se case com o antagonista.

Com um visual sombrio, A Noiva Cadáver é uma deliciosa fantasia que nos faz refletir sobre as diferentes formas de relação.


A Viagem de Chihiro

Produzido pelo Studio Ghibli, A Viagem de Chihiro segue uma criança que precisa salvar os pais depois deles virarem porcos. Para conseguir tal feito, a jovem deve entrar no mundo dos espíritos. O anime tem uma perspectiva singela e não duvide da capacidade emotiva da produção.


Meu Amigo Totoro

Também do Studio Ghibli, Meu Amigo Totoro revela como as irmãs Mei e Satsuki se mudam para a área rural do Japão para poderem ficar perto da mãe doente. Na nova casa, elas encontram Totoros, criaturas místicas, e passam a viver diversas aventuras juntos. 


A Caminho da Lua

A Caminho da Lua é a mais nova adição da Netflix e chegou no streaming em 23 de outubro. Na comédia de aventura e fantasia, Fei Fei decide construir uma nave, ir até à lua e conhecer uma deusa misteriosa.