4 filmes antigos com bons efeitos especiais - e 4 que parecem toscos agora

Produções de franquias como 007 e Star Wars já tiveram alguns filmes com efeitos nada convincentes

Redação Publicado em 20/03/2020, às 15h29

None
O Senhor dos Anéis (Foto: Reprdução)

Efeitos especiais convencem quando bem feitos, mas o exagero pode deixar o filme tosco com o passar dos anos. Se, por um lado, esse recurso pode ser essencial para a grandiosidade visual de um filme e a única alternativa para elementos fantásticos, por outro, o uso incorreto dos efeitos pode deixar o filme com aspecto ultrapassado.

Por isso, existem filmes antigos que ainda convencem, enquanto produções mais recentes podem parecer estranhas ao público, como é o caso de títulos das franquias de 007 e Star Wars

+++ LEIA MAIS: 5 franquias do cinema que vão acabar em 2021 [LISTA]

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

Lançado em 2001, o primeiro filme da trilogia fantástica de O Senhor dos Anéis não tinha tantos recursos de efeitos especiais como O Hobbit, por exemplo, que recebe crítica pela qualidade do CGI. Criaturas como o Nazgûl e orcs parecem realistas pela mistura dos efeitos, elementos cenográficos reais e maquiagem. 


007 - Um Novo Dia Para Morrer (2002)

Os efeitos especiais usados em 007 - Um Novo Dia Para Morrer parecem sintéticos, e o filme parece mais antigo do que realmente é. A BMW invisível usada por James Bond lembra gráficos de video game e algumas cenas entregam o uso de fundo com tela verde, como quando Bond surfa pelo mar congelado.

+++ LEIA MAIS: Quanto Daniel Craig recebeu para viver James Bond pela última vez em 007 - Sem Tempo Para Morrer?


Alien, o Oitavo Passageiro (1979)

Apesar de ser dos anos 1970, o diretor Ridley Scott conseguiu encontrar o equilíbrio perfeito entre visuais impressionantes e efeitos de computação gráfica detalhados em Alien. O clássico de ficção científica utilizou bonecos animatrônicos e ainda é convincente atualmente. 


Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma (1999)

Primeiro filme na ordem cronológica de Star Wars, A Ameaça Fantasma tem cenas que parecem saídas de videogames nos anos 1990. A textura irrealista e os visuais vibrantes dão uma aparência sintética pouco convincente.

+++ LEIA MAIS: Vídeo dos bastidores de Game of Thrones explica efeitos especiais usados na série


 Jurassic Park (1990)

Steven Spielberg, assim como a trilogia de O Senhor Dos Anéis, conseguiu encontrar equilíbrio entre os atores, bonecos animatrônicos e efeitos especiais discretos, embora detalhados. Mesmo sendo um filme antigo, os dinossauros de Jurassic Park parecem realistas. 


Guerra nas Estrelas (1977)

Mais tarde relançado como Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança, Guerra nas Estrelas é um exemplo de filme cujos efeitos especiais envelheceram bem. Diferentemente de A Ameaça Fantasma, a produção é visualmente rica e detalhada, e os efeitos especiais usados não parecem extravagantes e falsos e interagem bem com os elementos reais criados para o filme. 

+++ LEIA MAIS: O legado de Star Wars: assista aos 10 primeiros minutos do novo documentário


The Scorpion King (2002)

Efeitos especiais melhoraram no início dos anos 2000, mas não o suficiente para tornar o CGI usado em The Scorpion King convincente. Os visuais não interagem bem com os elementos reais em cena, com erros de sombra e iluminação, para citar alguns. 


+++ GUNS N" ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA