4 momentos icônicos de Meryl Streep como Miranda Priestly em O Diabo Veste Prada [LISTA]

A editora-chefe da Runway, Miranda Priestly, é uma das personagens mais marcantes da carreira de Meryl Streep

Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 22/06/2021, às 17h41

None
Meryl Streep como Miranda Priestly em O Diabo Veste Prada (Foto: Divulgação)

Mesmo depois de 15 anos, O Diabo Veste Prada (2006) ainda é um dos filmes mais famosos de Meryl Streep. A atriz roubou a cena no papel da temida editora-chefe da Runway, Miranda Priestly. Apesar do pulso firme, a personagem também demonstrou um lado sensível o qual conquistou ao público. 

Inspirada em Anna Wintour, editora-chefe daVogue, Miranda tem um ótimo senso de moda e conselhos nem sempre tão delicados, mas, mesmo assim, inspiradores, os quais a transformaram em um marco do cinema e do mundo da moda. Por isso, para celebrar o aniversário de 72 anos de Meryl Streep, confira os melhores momentos dela em O Diabo Veste Prada:

+++ LEIA MAIS: Por que Meryl Streep ajudou Anne Hathaway nos bastidores de O Diabo Veste Prada?


Entrada triunfal 

Uma entrada como a de Miranda não é para qualquer um. Logo no início do filme, é possível perceber como toda a redação gira em torno dela e como todos fazem o possível para garantir que tudo esteja impecável para recebê-la. São trocas de sapatos, maquiagem, faxina nas salas e muito mais. Tudo isso dá ainda mais impacto para a clássica cena dela saindo do elevador.


Cinto azul celeste

Para chegar ao cargo de editora-chefe de uma das revistas de moda mais prestigiadas de todos os tempos é necessário um excelente senso estético. Isso vai muito além de apenas saber como se vestir. É preciso entender o significado das cores, tecidos e combinações. Enquanto para Andy (Anne Hathaway) essa parece uma missão impossível, Miranda tira de letra ao falar sobre a diferença entre cintos muito parecidos. 

+++ LEIA MAIS: Meryl Streep ficou deprimida ao interpretar Miranda em O Diabo Veste Prada: 'Foi horrível'


Miranda se abre sobre o divórcio

Apesar da pose autoritária, em um dos momentos Miranda se mostra mais vulnerável do que nunca. Durante a viagem para Paris, aparece no quarto sem maquiagem, vestido apenas um roupão e emocionalmente afetada ao falar sobre o divórcio com o marido. É uma das cenas mais tocantes do filme, pois mostra um lado mais sensível da personagem. 


"Todos querem ser como nós"

Depois de alguns meses trabalhando na Runway, a vida de Andy mudou completamente e Miranda foi uma das maiores responsáveis por essa mudança. Apesar de muitos julgarem a jovem por isso, a editora reconheceu o trabalho duro dela desde o início.

+++ LEIA MAIS: Por que Meryl Streep teve experiência 'horrível' em O Diabo Veste Prada?

No final da viagem a Paris, Miranda fala como vê muito potencial em Andy e como acha a jornalista parecida com ela. Andy contesta, dizendo como talvez essa não é a vida com a qual ela sonhou, mas Miranda reforça: "Todo mundo quer isso. Todos querem ser como nós." Mostrando mais uma vez como a jovem agora faz parte desse universo assim como ela.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL