40 anos de Unknown Pleasures: a ciência por trás da capa do disco

A origem da imagem que estampa o trabalho de estreia do Joy Division é tão interessante e misteriosa quanto próprio álbum

Redação Publicado em 15/06/2019, às 12h00

None
Capa do disco Unknown Pleasures, do Joy Division, lançado em 1979 (Foto: Reprodução)

Dando continuidade à nossa comemoração dos 40 anos de Unknown Pleasures, primeiro de dois discos que o Joy Division lançou em sua curta (mas impactante) trajetória, vamos tentar explicar um pouco da origem e do significado da icônica e misteriosa imagem que estampa a capa do álbum.

Para começar, é importante definir o que exatamente aparece na imagem: uma representação da leitura de ondas de rádio emitidas pelo Pulsar CP 1919. Esse pulsar em específico, por sua vez, representa as reminiscências de uma estrela após ela entrar em colapso consigo mesma e, por fim, deixar de existir.

+++40 anos de Unknown Pleasures: 9 fatos desconhecidos sobre o disco do Joy Division

Em 2015, a Scientific American escreveu um artigo que buscou traçar a origem da arte, e descobrir quando foi a primeira vez que foi utilizada. Com base no estudo, descobriram que essas "montanhas digitais" surgiram em 1970, nove anos antes do lançamento de Unknown Pleasures.

A pesquisa mostrou que a imagem foi criada pelo Radiotelescópio de Arecibo, construído em 1963 na cratera de um vulcão extinto em Porto Rico. O aparelho já ocupou a posição de maior radiotelescópio do mundo, com sua antena parabólica de 305 metros de diâmetro.

Após gerados os dados dos sinais, a imagem precisou ser grafada para, então, se tornar uma ilustração que representasse aquele pulsar e, consequentemente alguns anos depois, a capa de  Unknown Pleasures.

O responsável por isso foi o Dr. Harold D. Craft Jr., que publicou-a em 1970 como parte da sua tese de PhD intitulada Radio Observations of the Pulse Profiles and Dispersion Measures of Twelve Pulsars ou, em tradução livre, Observações de Rádio dos Perfis da Pulsação e Medidas de Dispersão de Doze Pulsares.

E foi assim que surgiu um dos símbolos mais icônicos do mundo da música, que representa um dos discos mais marcantes da história, feito por uma banda que carrega em sua breve trajetória tantos mistérios quanto composições.