5 bandas de rock que foram banidas pela Igreja

Marilyn Manson, Black Sabbath e Sepultura foram alguns artistas que foram impedidos de realizar shows por causa das acusações da igreja católica

Redação Publicado em 02/03/2020, às 13h44

None
Slayer, Black Sabbath e The Beatles (Foto 1: Martin Hausler / Foto 2: Reprodução Foto 3: AP)

O rock and roll nunca simpatizou muito com os ideais religiosos, da mesma forma que o gênero musical já foi alvo de inúmeras críticas de grupos religiosos, principalmente, da igreja católica.

Sob a acusação de insultar as crenças cristãs e adorar Satã, artistas como Marilyn Manson e bandas como Sepultura, já foram impedidas de realizar performances, entrar em igrejas e até vender discos em certas regiões.

E o site Kerrang listou as principais polêmicas ao longo da história do rock entre bandas e a Igreja. Confira 5 artistas que foram banidos por autoridades religiosas:

+++ LEIA MAIS:  Como Pussy Riot fez protesto contra Putin em igreja - e acabaram condenadas a dois anos de prisão

Marilyn Manson 

Marilyn Manson, definitivamente, é um dos principais alvos da igreja. O cantor, conhecido pelo visual caótico e letras explícitas, possui uma longa carreira marcada por críticas de grupos religiosos, que já impediram um show do artista na Carolina do Sul, em 1997, e na Croácia, em 2005.

Além disso, o músico já foi impedido de entrar na catedral da cidade de Colônia, na Alemanha, em 2007, e teve um conflito até com a Igreja Satânica, no qual um membro da instituição precisou esclarecer que o cantor não foi nomeado sacerdote da igreja, como ele declarou na autobiografia God of Fuck.

+++ LEIA MAIS:  Músico de black metal é preso por incendiar três igrejas nos EUA


The Beatles 

O Fab Four também sofreu com as críticas da igreja católica após John Lennon afirmar que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo, em 1966. Na época, os radialistas Doug Layton e Tommy Charles até lançaram uma campanha para as pessoas queimarem os discos da banda. E o quarteto britânico só foi perdoado pelo Vaticano 44 anos depois, em 2010. 

+++ LEIA MAIS:  Kanye West se declara 'o maior artista que Deus já criou' em culto no Texas


Slayer 

Como inúmeras bandas de Metal, o Slayer foi um tema frequente das críticas públicas da Igreja Católica na década 1980. A banda chegou a ser acompanhada pelo pastor Bob Larson durante uma turnê para conhecer e expor para o mundo a verdadeira essência dos músicos, além de ter o disco Christ Illusion foi retirado pela empresa EMI na Índia por causa dos protestos da comunidade religiosa.

+++ LEIA MAIS:  Igreja constrói estátua gigante do menino Jesus que parece Phil Collins; veja


Black Sabbath

O guitarrista da lendário Black Sabbath, Tony Iommi, revelou no livro Barulho Infernal - A História Definitiva do Heavy Metal que a banda foi impedida de realizar um show por causa da igreja. 

O músico disse: "Teve esse incidente em que nós íamos tocar em uma cidade e fomos banidos pela igreja [...] E, então, a maldita igreja queimou e nós fomos culpados.  Eles tentaram dizer que nós causamos isso, o que foi estranho". 

+++ LEIA MAIS:  Igreja Satânica provoca Kanye West por lançar o gospel Jesus is King: “Satã que deixou ele famoso”


Sepultura 

A banda de metal brasileira já foi impedida de realizar um show no Líbano, em 2019. A autoridade máxima da Segurança Geral do local tiveram os vistos para o país negados sob a acusação de "insultar os cristãos, serem adoradores do diabo, terem realizado um show em Israel e terem gravado um vídeo em apoio a esse país", que, mais tarde, foram desmentidas pelos músicos.

+++ LEIA MAIS:  Mais gótico, Pixies volta com disco gravado em igreja e baixista substituta de Kim Deal: 'Sabemos o que fazer como banda' [ENTREVISTA]


+++ KAROL CONKA NO DESAFIO 'MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO'