5 curiosidades sobre O Exterminador do Futuro 2, clássico da ação que completa 30 anos [LISTA]

Em 3 de julho de 1991, O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final chegava aos cinemas para se tonar um dos grandes filmes de ação da sétima arte

Itaici Brunetti Publicado em 03/07/2021, às 12h00

None
O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final (Foto: divulgação)

Quem não se arrepiou por inteiro em uma sala de cinema ao ver Arnold Schwarzenegger, de moto e com um garoto na garupa, confrontar um caminhão em um córrego vazio em O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final, em uma cena que é considerada das melhores de ação da história do cinema, não viveu os anos noventa corretamente. 

Há exatos 30 anos, em 3 de julho de 1991, chegava aos cinemas dos Estados Unidos O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final, obra do diretor James Cameron e continuação de O Exterminador do Futuro (1984). O longa trazia de volta Arnold Schwarzenegger como o exterminador modelo 101, e Linda Hamilton como Sarah Connor

+++LEIA MAIS: Como Gun N' Roses entrou para trilha sonora de O Exterminador do Futuro 2?

A produção ainda teve dois personagens fundamentais para a trama que abrilhantaram o filme: Robert Patrick como o moderno exterminador implacável, indestrutível e incansável T-1000, e o novato ator Edward Furlong, como o jovem John Connor. 

Quando lançado, O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final foi sucesso de crítica e arrecadou $520,9 milhões no mundo todo até o final de 1991, se tornando o filme de maior sucesso de bilheteria do ano e da carreira de Arnold Schwarzenegger até então. Em 1992, levou quatro estatuetas do Oscarnas categorias de Melhor Edição de Som, Melhor Som, Melhor Maquiagem e Penteados, e Melhores Efeitos Visuais. 

+++LEIA MAIS: Como Eddie Murphy se inspirou em Arnold Schwarzenegger para Um Príncipe em Nova York 2?

Para celebrar as três décadas de O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final , o site YardBaker listou algumas curiosidades sobre esse que é, indiscutivelmente, um dos maiores filmes de ação já feitos. Confira abaixo: 

1. Boa parte do orçamento foi para Schwarzenegger

Em 1984, Arnold Schwarzenegger estava no início da carreira; seu único papel relevante tinha sido em Conan, o Bárbaro (1982), e ganhou US$ 75 mil para atuar em O Exterminador do Futuro (1984). Com o sucesso do primeiro filme, Arnoldrecebeu um cachê colossal de US$ 15 milhões para retornar como protagonista em O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final


2. Cena de Kyle Reese foi cortada do filme

Em Exterminador do Futuro, Michael Biehn interpreta Kyle Reese, um soldado enviado de volta no tempo pela resistência humana de John Connor. Em uma estranha lógica de viagem no tempo, Reese engravida Sarah Connor, tornando-se o pai de John. Biehn gravou uma cena para o filme, mas não entrou no corte final. No entanto, a cena foi adicionada em uma versão estendida do filme anos depois.

+++LEIA MAIS: Arnold Schwarzenegger toma vacina contra Covid-19 e convoca seguidores: 'Venha comigo se você quer viver'


3. Filmar com um adolescente foi complicado

Edward Furlong (John Connor) tinha 13 anos quando começou a filmar O Exterminador do Futuro 2. Com uma longa e cansativa agenda de filmagens, isso se tornou um problema: sua voz começou a falhar e teve que ser ajustada na pós-produção. Além disso, ele teve um surto de crescimento também e, em uma de suas últimas cenas, a produção cavou um buraco no chão para ele ficar em pé, de modo que não parecesse muito mais alto. 


4. T-1000 teve influências animais

Para dar vida ao silencioso e pouco desumano T-1000, o ator Robert Patrickse inspirou em algumas influências do reino animal. Ele se movia como um tubarão na caça quando estava passando por multidões, e também padronizou os movimentos da cabeça como as águias americanas.


5. Fala em espanhol teve que ser mudada

Uma das falas icônicas do filme - e também da história do cinema - é "Hasta la vista, baby", dita pelo personagem de Arnold Schwarzenegger. A graça da frase é justamente por ser em espanhol. Todavia, na versão dublada em espanhol ela perde o efeito. A solução foi alterar para "Sayonara, baby", em japonês. 


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL