5 erros de continuidade em Shrek que só percebeu quem é muito atento - ou muito fã e já assistiu várias vezes [LISTA]

Algumas inconsistências são percebidas ao longo dos quatro filmes da franquia

Redação Publicado em 08/04/2020, às 15h50

None
Cena de Shrek (Foto: Reprodução)

O primeiro filme de Shrek foi lançado em 2001, e desde então a franquia aumentou com mais três longas - todos muito queridos pelos fãs. Apesar da popularidade da família de ogros e do amigo Burro, as produções contam com diversos erros de continuidade.

+++LEIA MAIS: Os 10 filmes dirigidos por mulheres com maiores bilheterias da história: de Capitã Marvel a Shrek [LISTA]

As inconsistências e falhas de animação são recorrentes ao longo da franquia, e o Screenrant listou os 5 erros que só os mais atentos perceberam; confira: 

Anel de Fiona

Na primeira vez em que o anel de Fiona é apresentado aos espectadores, ele é dourado e brilhante, mas em cada cena ele aparece diferente sem qualquer motivo. Ele se transforma magicamente em prateado e depois parece ter uma jóia azul.

+++LEIA MAIS: Qual princesa da Disney é a favorita de Quentin Tarantino?


Rápida mudança de Shrek

Durante o segundo filme da franquia, Shrek toma uma poção que o transforma em humano e Burro em um cavalo. As roupas de ogro ficam largas e ele pega novas vestimentas. 

Quando o personagem volta a forma de ogro, as roupas de humano deveriam ficar pequenas, mas isso não acontece e Shrek volta magicamente ao traje usual.


Tatuagem de Branca de Neve

A franquia é conhecida pelas divertidas referências e detalhes. Na produção, Branca de Neve tem uma tatuagem do anão Dunga no braço, mas algumas cenas depois, quando criaturas a atacam, o desenho não está mais no corpo da personagem.

+++LEIA MAIS: 5 fatos de Branca de Neve que a Disney nunca mostrou: canibalismo, morte e sufocamento


O Castelo do Dragão

No primeiro filme da franquia, entende-se que o castelo no qual Fiona estava presa e guardada por um dragão era muito longe, principalmente pois Shrek e o Príncipe Encantado demoram vários dias para chegar lá. No entanto, quando o protagonista tem um dia até desaparecer, a jornada demora menos de um dia - certamente um problema de continuidade.


Jornada para Tão Tão Distante

Durante o segundo filme da franquia, um dos momentos mais icônicos é a incrivelmente longa jornada de Shrek, Fiona e Burro para o reino de Tão Tão Distante. No entanto, no 4º longa, um relógio sugere que a viagem foi realizada em apenas duas horas. 

+++LEIA MAIS: Aladdin, Dumbo e Peter Pan: os longas mais preconceituosos da Disney [LISTA]


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK