5 fatos que aprendemos sobre Anitta no documentário Made In Honório [LISTA]

O maior nome do funk brasileiro completou 28 anos nesta terça, 30 de março

Marina Sakai | @marinasakai_ (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 30/03/2021, às 19h06

None
Anitta (Foto: Pedro Fiúza Nur / PhotoSipa USA / AP)

Anitta é um dos maiores nomes do funk brasileiro e tem reconhecimento mundial. Em dezembro de 2020, lançou Anitta: Made In Honório, série documental sobre a vida e carreira; a produção foi um sucesso instantâneo e chegou no Top 1 da Netflix.

Nesta terça, 30 de março, a artista comemora 28 anos. Relembre cinco fatos que aprendemos sobre Anitta na série:

+++LEIA MAIS: Anitta é criticada por brigar com funcionários em trecho do documentário Made in Honório

Relato de abuso sexual

No primeiro episódio, um dos momentos mais marcantes. Anitta foi às lágrimas ao contar como foi vítima de abuso sexual na adolescência. A artista se culpou pelo estupro e contou à família apenas depois de se tornar famosa. 

"Quando eu tinha 14 para 15 anos, conheci uma pessoa. Tinha medo dele, era autoritário comigo, falava de forma autoritária. Pensei que não era certo fazer aquilo por medo e falei que não queria mais. Mas ele não ouviu. Não falou nada. Só seguiu fazendo o que queria fazer. Quando acabou, saiu, abriu uma cerveja e eu fiquei olhando pra cama cheia de sangue," relatou.

+++LEIA MAIS: Anitta: Movimento MeToo Brasil manifesta apoio à cantora após relato de estupro aos 14 anos

Empreendedorismo

Além de artista, empresária. Anitta administra a própria carreira e, por isso, é chamada de “patroa” pelos fãs. Controla tudo e pensa em todos os detalhes dos shows, publicidade e estratégias de campanhas. Além disso, participa de congressos e eventos para transmitir o conhecimento e empoderar outras mulheres.

Briga com funcionários

Logo após a estreia, Anitta foi alvo de críticas pela maneira como tratou funcionários nos bastidores do Rock in Rio quando não recebeu o figurino da apresentação. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

“Deixa eu explicar uma coisa ‘pra’ vocês de uma vez por todas: ‘tô’ cansada dessa palhaçada que toda vez é a mesma coisa [...] Quando chego aqui, não tem nada pronto. Quem resolve? Eu, que enfio uma tora no meu c* e tenho que fazer sozinha,” disse. 

Enquanto alguns internautas a acusaram de assédio moral, outros fizeram memes. Anitta se defendeu no Twitter, afirmando como aquilo não era um filme de ficção, mas a vida real.

+++LEIA MAIS: Miley Cyrus elogia Anitta e fala sobre possível parceria: ‘Vamos acabar fazendo algo juntas’

Machismo

Além do estupro, Anitta expôs um caso de machismo no trabalho. O episódio mostra a cantora revoltada depois de recusar um convite de um famoso quem tentou trocar sexo por uma parceria musical. 

"Eu estou com nojo, imagina! O cara me levou 'pro' quarto dele, tentou me comer em troca de uma música. Brincou com o meu sonho."

+++LEIA MAIS: Anitta se apresentará no Grammy Latino 2020

Patroa também é fã

Como milhares de fãs ao redor do mundo sonham em conhecer Anitta, a cantora também tem uma ídola: Mariah Carey. O encontro entre as duas foi registrado em Made In Honório e a brasileira fez questão de mencionar como Mariah a inspirou para começar na música. 


 +++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL