5 fatos sobre Frank Iero, do My Chemical Romance, que você provavelmente não sabia

A revista Kerrang explorou a mente do guitarrista, baixista e vocalista norte-americano; confira

Redação Publicado em 17/03/2020, às 11h00

None
Frank Iero (Foto: Mitchell Wojcik)

Da obsessão infantil por filmes de terror à inexplicável fobia de pés, a revista Kerrang explorou a mente do guitarrista, baixista e vocalista norte-americano Frank Iero, membro do My Chemical Romance, Frank Iero. Confira:

+++ LEIA MAIS: 21 easter eggs no vídeo do My Chemical Romance que você provavelmente não percebeu: de Black Parade a Helena e novo disco [LISTA]

ODEIO TRABALHAR COM O PÚBLICO EM GERAL

“Antes de trabalhar com música, eu era caixa de supermercado e também trabalhei num posto de gasolina. Nenhum trabalho realmente funcionou para mim; eles só me ensinaram que as pessoas podem ser nojentas (em todos os sentidos).”


MEU AVÔ É O MEU HERÓI

“Meu avô sempre foi uma inspiração para mim. Além de baterista, ele era uma das melhores pessoas que eu já conheci (...) Ele era inacreditável: o chefe de tudo e de todos.”

+++ LEIA MAIS: As 9 melhores músicas do My Chemical Romance - depois de 9 anos de espera pelo retorno da banda


SEMPRE SONHEI EM PARTICIPAR DE FILMES DE MONSTROS

“Quando eu era criança, sonhava com duas coisas: ter uma banda e participar de filmes de monstros. Quando envelheci, eu descobri que, se você faz parte de uma banda, pode convencer as pessoas a lhe dar dinheiro para fazer filmes de monstros. E eu finalmente o fiz em videoclipes como ‘Weighted’, de 2014. Foi como um sonho se tornando realidade!”


PÉS ME ASSUSTAM 

“As pessoas deveriam aprender a não usar chinelos no aeroporto. É nojento. Elas deveriam entender que, eventualmente, terão que tirá-los (...) e colocar o pé nas coisas. Nós deveríamos ser inclusivos e aceitar as pessoas como elas são, sim, só não fiquem descalços.”


ESSA IDEIA DE QUE VOCÊ “NÃO DEVE SE ARREPENDER DE NADA” É A MAIOR BOBAGEM

"Eu acredito que as pessoas devem se arrepender - e muito. As pessoas devem se machucar, ter cicatrizes, machucar outras pessoas e se sentir mal com isso. Essa é a única maneira de crescer como pessoa. Sento-me durante a noite pensando nas coisas que eu disse ou fiz - pode ser algo bobo, como não lançar uma música quando pude ou gritar com um dos meus filhos quando eu poderia ter sido um pouco mais gentil. Você é capaz de aprender com todos..."

+++ LEIA MAIS: Playlist: 17 músicas que todo emo dos anos 2000 ouviu até cansar

 


+++ GUNS N' ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA