5 filmes em que os atores realmente fizeram sexo em cenas: Ninfomaníaca, Love e mais [LISTA]

Apesar de alguns diretores optarem por apenas simular cenas de sexo, em certas produções os atores realmente tiveram de transar durante as filmagens

Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 06/06/2021, às 14h40

None
Cena de Love, filme de Gaspar Noé (Foto: Divulgação)

Cenas de sexo são comuns em diversos filmes de Hollywood. Independente do gênero, elas trazem mais intensidade para o relacionamento entre os personagens. No entanto, apesar de muitas vezes serem simuladas, alguns diretores optaram por cenas reais entre os personagens.

Longas como Ninfomaníaca (2013) utilizaram dublês, enquanto produções como Shortbus (2006) os atores realmente transaram para as filmagens. Confira esses e outros filmes com cenas verdadeiras de sexo:

+++ LEIA MAIS: Os 6 melhores filmes de Clint Eastwood: de Os Imperdoáveis a O Estranho sem Nome [LISTA]


Pink Flamingos (1972)

Apesar do sucesso, Pink Flamingostambém se tornou uma grande polêmica e foi proibido em vários países. O longa retrata uma drag queen conhecida como "a pessoa mais suja do mundo." Além de diversas cenas chocantes, em um dos momentos a personagem faz sexo oral no ator quem representava o filho dela na história.


Love (2015)

Love apresenta uma cena picante entre Karl Glusman e Aomi Muyock. Logo nos primeiros minutos do filme, é possível ver a relação entre os personagens. O diretor Gaspar Noé disse à Esquire que, apesar da cena não ser simulada, os atores não ensaiaram para fazer sexo. 

+++ LEIA MAIS: 6 filmes para conhecer a carreira de Colin Farrell: De Animais Fantásticos a Dumbo [LISTA]


Ninfomaníaca (2013)

O próprio nome do filme revela a trama sobre uma mulher viciada em sexo. Mesmo estrelado por grandes nomes, utilizou dublês durante as cenas explícitas. Posteriormente, Stacy Martin e Shia LaBeouf encenaram o sexo e as imagens foram colocados na edição com uso de CGI.


Shortbus (2006) 

Shortbus conta com diversas partes calorosas ao retratar a história da terapeuta Sofia (Sook-Yin Lee) quem conhece um casal gay em busca de uma terceira pessoa para a relação. O diretor John Cameron Mitchell explicou ao Medium como optou por mostrar cenas verdadeiras de sexo, pois queria se aproximar ao máximo da vida real.

+++ LEIA MAIS: De Creed a Nomadland: 5 filmes incríveis de diretores da Marvel fora do MCU [LISTA]


Deite Comigo (2005)

Por apresentar cenas muito íntimas, o público começou a questionar se elas eram realmente foram simuladas ou não. Então, Lauren Lee Smith e Eric Balfour, quem interpretam os protagonistas do filme, revelaram como o sexo retratado nas telas realmente aconteceu. 


+++ SUPLA | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL