5 momentos mais bizarros de Mindhunter: de passarinho no ventilador a surto do Holden

Bill Tench e Holden Ford passaram por diversas situações complicadas na série da Netflix

Redação Publicado em 29/03/2020, às 11h00

None
Bill Tench e Holden Ford, personagens de Mindhunter (Foto: Reprodução/Netflix)

Mindhunter é uma das séries mais queridas e bem avaliadas da Netflix - a nota do programa no IMDb é de 8,6. O seriado é baseado no livro Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit (1996), escrito por John E. Douglas e Mark Olshaker, e conta a história de Holden Ford (Jonathan Groff) e Bill Tench (Hold McCallany), dois agentes do FBI responsáveis pela primeira pesquisa dos EUA sobre a mente dos assassinos em série. 

Com duas temporadas, Mindhunter trouxe diversas situações tensas e esquisitas,principalmente nos diálogos dos policiais com os serial killers, como passarinho atirado no ventilador e surto do Holden. Veja, abaixo, 5 momentos mais bizarro do primeiro ano de Mindhunter, como lembrado pelo JoBlo.

+++LEIA MAIS: 7 filmes essenciais de Quentin Tarantino para assistir no Amazon Prime Video: Kill Bill, Pulp Fiction e mais

Holden usou uma pedra durante interrogatório

O 10° episódio da primeira temporada de Mindhunter mostra toda a genialidade de Holden Ford, mas do jeito mais inusitado e esquisito possível. 

No capítulo, a polícia e o FBI estão atrás de um homem que assassinou uma menina de 12 anos em uma floresta na Georgia, EUA. Para fazer o suspeito confessar, Holden traz uma pedra, a arma do crime, para o interrogatório. Isso quebra o assassino e o faz confessar o crime.


Passarinho no ventilador

Quando Holden e Bill vão entrevistar Richard Speck, responsável pelo assassinato de oito enfermeiras, o serial killer tem um passarinho em mãos. Os dois agentes, em determinado momento, acusam Speck de tentativa de homicídio. Ele se irrita e, como resposta, joga a ave em um ventilador, destroçando-a sem dó. 


O gato de rua

Uma das subtramas de Mindhunter mostra Wendy (Anna Torv) na lavanderia do hotel que morava. Percebe a existência de um gato de rua dentro do prédio. No entanto, o animal nunca aparece nas câmeras.

A personagem coloca comida para o gato. Quando volta, vê que ele comeu e repete o processo. Depois de algumas vezes, quando Wendy vai tirar uma lata de atum do dia anterior, a comida está podre e cheia de formigas. Essa situação fica sem respostas (o gato morreu? Sumiu?) e é uma das mais bizarras do seriado até hoje.


Surgimento de um serial killer

Na maioria dos episódios, mostram-se vislumbres do cotidiano de um homem, mas ele não é realmente introduzido. Porém, em uma das cenas, o personagem queima desenhos bizarros no quintal.

Na vida real, esse homem é Dennis Rader, conhecido como assassino BTK, um dos serial killers mais conhecidos dos Estados Unidos.


Surto do Holden

No episódio derradeiro da primeira temporada, Holden Ford faz, sozinho, uma visita ao serial killer Ed Kemper. O assassino tentou cometer suicídio - e colocou o agente como contato de emergência.

Quando Holden chega ao presídio, Ed Kemper brinca com a mente dele e diz que poderia matá-lo, se quisesse. Então, o serial killer simplesmente encosta no agente e faz ele surtar, disparar pelo corredor e desmaiar. Holden Ford nunca foi visto tão frágil e vulnerável em Mindhunter.


+++ CORONAVÍRUS: DEVEMOS REALMENTE CANCELAR SHOWS E EVENTOS?