5 vezes em que os Beatles foram duramente criticados: "Incrivelmente horríveis"

Antes de se tornarem o grupo mais influente da história, a união entre John, Paul, George e Ringo dividiu opiniões

Redação Publicado em 06/01/2020, às 16h08

None
The Beatles (Foto: AP Images)

Não há dúvidas sobre a importância que os Beatles têm na indústria musical. O icônico quarteto formado por John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr  transcedeu o tempo e inspirou gerações de artistas desde os anos 1960. No entanto, eles nem sempre foram reverênciados. 

Inicialmente, os Beatles dividiram opiniões. Em 2014, o Los Angeles Time reuniu as primeiras críticas de quando o grupo fez uma turnê nos Estados Unidos pela primeira vez. 

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney explica porque não ouve mais os discos dos Beatles

"Com seus arranjos bizarros, os Beatles são obviamente a combinação dos sonhos de um agente de imprensa. Nem mesmo as mães dizem que eles cantam bem", escreveu a publicação em 1964.

No mesmo ano, o Boston Globe escreveu: "Os Beatles não são apenas terríveis; Eu consideraria um privilégio dizer algo menos do que eles são horríveis. Eles são tão incrivelmente horríveis, tão assustadoramente não-musicais, dogmaticamente insensíveis à magia da arte que se qualificam como chefes coroados de anti-música..."

Na compilação de críticas, a maioria se concentrava no fato de que a fanbase do grupo era composta por adolescentes e mulheres jovens. Muitas dessas mulheres, inclusive, foram ignoradas, por historicamente, a indústria menosprezar a opinião feminina. Quando em um determinado momento, os homens decidiram que o grupo era culturalmente relevante.

+++ LEIA MAIS: Beatles, U2 e mais: 5 vezes em que gravadoras recusaram músicos que se tornaram icônicos

"Os Beatles seguem uma linha de figuras fascinantes que despertaram gritos apaixonados e desmaios profundos. O mais proeminente na década de 1940 foi Frank Sinatra e na década de 1950 Elvis Presley. Sua glória passou quando ficaram muito velhos para serem ídolos dos adolescentes ou quando os adolescentes ficaram velhos demais para precisar deles", escreveu o Science Newsletter.

"Adolescentes, sigam em frente e aproveitem a Beatlemania. Não será fatal e vocês vão dar muitas risadas daqui alguns anos quando encontrar um dos discos ou se deparar com uma foto do Ringo Starr", escreveu o The Boston Globe.

+++ LEIA MAIS: Jimmy Page não gostava dos primeiros discos dos Beatles: “Não era nada especial”

"Sinto muito por homens adultos que gostam do Beatles como algo refrescante, mas foram os mesmos quatro 'meninos' que gravaram 'I Want Hold Your Hand' também gravaram 'Revolution 9' '', escreveu Heidi Samuelson no Medium.

Em uma entrevista, Mick Jagger revelou não ter dado a mínima para o fim dos Beatles


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'