50 Cent cancela ida a Inglaterra depois de acusações de violência doméstica

Rapper terá que comparecer ao tribunal no dia 22 de julho

Redação Publicado em 08/07/2013, às 11h57 - Atualizado às 15h07

50 Cent
Evan Agostini / AP

Mesmo que tenha negado as acusações de violência doméstica, 50 Cent foi obrigado a cancelar a visita que faria à Inglaterra para cumprir compromissos com a justiça norte-americana. O rapper terá que comparecer à corte de Los Angeles no dia 22 de julho, segundo noticiou o jornal Birmingham Mail.

O rapper estava com viagem marcada para a Inglaterra, onde iria promover sua marca de fones de ouvido na rede de loja Argos. Oficialmente, ele cancelou a visita por “circunstâncias imprevistas”.

O caso aconteceu em 23 de junho, quando a polícia foi chamada por uma mulher, com uma criança, em Los Angeles. Ela afirmou que o rapper, com quem disse ter uma relação três anos, começou a destruir a propriedade durante uma briga. Os danos chegam a US$ 4,7 mil. A mulher afirma também que chegou a ser agredida.

50 Cent, cujo nome de batismo é Curtis Jackson, negou as acusações e em sua conta do Instagram chegou a fazer piada da situação ao postar imagens na beira da piscina afirmando que estava livre. Caso seja condenado, ele pode ser punido com cinco anos de prisão e terá que pagar uma quantia de US$ 46 mil.