6 cenas deletadas de filmes por serem consideradas ofensivas demais [LISTA]

Para evitar polêmicas e duras críticas, a equipe da produção decide retirar as cenas controversas

Redação Publicado em 07/07/2020, às 19h05

None
Halloween 2 (Foto: reprodução)

Antes dos filmes chegarem nas telas do cinema, eles passam por uma edição final. É nessa fase que toda a equipe da produção decide quais cenas serão exibidas ou deletadas do corte final.

Os motivos para retirar uma cena do longa podem muitos, desde preço até qualidade inferior ao que era esperado. No entanto, algumas são cortadas por serem ofensivas demais.

+++LEIA MAIS: Depois do fiasco com a Disney, George Lucas quer fazer a própria trilogia de Star Wars; entenda a história

Para evitar polêmicas e duras críticas que influenciam diretamente na bilheteria do filme, a equipe então decide retirar as cenas inadequadas.

Para relembrar momentos controversos do cinema, o site Far Out Magazine separou algumas cenas deletadas por serem consideradas ofensivas demais. Confira a lista selecionada:


Zootopia (2016)

A animação infantil teria uma cena bem perturbadora. O roteiro original incluía uma "festa domadora". Nela, os animais predadores eram equipados com coleiras de choque e levavam uma descarga elétrica sempre que sentiam vontade de comer outro animal. 

Esse enredo lembra o livro Thought Police (1949), de George Orwell. Como o site aponta, a equipe decidiu cortar a cena por ela fazer alusão aos "horrores da Segunda Guerra Mundial".

+++LEIA MAIS: 8 cenas de Friends que certamente fizeram você chorar - e farão de novo [LISTA]


O Enigma do Horizonte (1997)

O filme de sci-fi tem muitas cenas sangrentas, mas supostamente a versão sem censura é muito mais perturbadora. O diretor do filme, Paul W. S. Anderson, admitiu como as cenas cortadas tinham muita violência gráfica.

Como lembra o FOM, o corte inicial revela a insanidade dos personagens enquanto eles se atacavam, torturavam e se estupravam até a morte. A filmagem nunca foi exibida.

+++LEIA MAIS: Friends: 10 detalhes do Central Perk que certamente você não percebeu [LISTA]


Pânico (1996)

O clássico dos anos 1990 teve muitas cenas cortadas. Um delas envolvia a morte gráfica de um jovem, que seria mutilado e o intestino fora do corpo dele seria exibido nas telas.

Uma das cenas finais também foi delatada. "Quase todo o terceiro ato teve que ser drasticamente alterado", disse Wes Craven ao Bloody Disgusting. "Você sabe, toda a cena na cozinha com os garotos se esfaqueando para estabelecer o álibi, tudo isso."

+++ LEIA MAIS: Conheça o estúdio que revoluciona o cinema de terror moderno com A Bruxa, Midsommar e Hereditário


Halloween (2007)

O remake de Rob Zombie sofreu alterações no corte final a pedido dos produtores. O roteiro original mostrava uma cena de estupro no meio do filme, onde os guardas de um asilo levam uma paciente para a cela em que Michael Myers está e a agridem na frente dele. O antagonista não reage até que os funcionários começam a tocar na máscara do vilão, o que o leva a matá-los e escapar.

A cena foi removida depois de testes de audiência, nos quais o público achava a edição muito sombria e desnecessária.

+++ LEIA MAIS: Conheça o mundo incrível (e nojento) dos efeitos especiais de Midsommar - e nada foi tela verde


Jornada nas Estrelas II: A Ira de Khan (1982)

O filme de sci-fi mostraria o personagem Khan se matando e assassinando um bebê. O estúdio, no entanto, achou a cena ofensiva demais e pediu para ela ser cortada.

+++ LEIA MAIS: Stephen King escolhe a melhor história de terror que já leu: ‘As minhas não chegam perto’


Os Demônios (1971)

O próprio filme foi considerado ofensivo na época de lançamento por causa da nudez e violência retratadas. No entanto, uma cena ainda mais controversa quase chegou a ser exibida no corte final. A cena revela freiras “possuídas” agredindo sexualmente uma estátua de Jesus Cristo.

+++ LEIA MAIS: A Evolução do Estereótipo das Mulheres nos Filmes de Terror, de Psicose a O Homem Invisível


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO