6 filmes incríveis para entender a potência do jazz: de Bird a Whiplash [LISTA]

Nesta sexta, 30 de abril, comemora-se o Dia Internacional do Jazz ; confira grandes produções que abordam o universo complexo do gênero musical

Camilla Millan Publicado em 30/04/2021, às 17h36

None
Montagem de Bird e Whiplash (Foto: Reprodução)

Há diversas produções cinematográficas que tratam sobre o universo da música. Musicais, dramas, comédias e até animações conseguem dar o tom de uma época, falar sobre os bastidores e a competição que envolve os artistas. Quando se trata do jazz, alguns longas fazem um excelente papel em mostrar a potência do gênero musical.

Filmes como Bird (1988) homenageiam importantes figuras do jazz para retomar as origens do gênero musical, que tem as raízes na música negra dos Estados Unidos. Outras produções, como Whiplash (2014), focam no aspecto técnico do gênero musical, marcado pela improvisação e swing, assim como na competição do universo da música. 

++LEIA MAIS: Os 6 melhores filmes de jazz e blues, segundo o Rotten Tomatoes [LISTA]

São as mais diversas abordagens sobre jazz: do surgimento na década de 1980 e intelectualização do gênero musical à perda de espaço para o rock 'n' roll e experimentações de novas vertentes. Os filmes tratam o gênero musical dentro e fora dos palcos, nas salas de aula e bandas - tudo para mostrar aos espectadores a força do jazz.

Para conhecer mais sobre o gênero musical, a Rolling Stone Brasil listou 6 filmes que mostram um pouco da potência do jazz; confira: 

+++LEIA MAIS: O dia que uma cidade inteira ouviu jazz para escapar das garras de um serial killer [FLASHBACK]

Cotton Club (1984)

Estrelado por Richard Gere, Gregory Hines e Diane Lane, o filme mostra a trajetória de um músico de jazz que se relaciona com a máfia norte-americana. Do gênero drama policial, Cotton Club foi dirigido por Francis Ford Coppola para acompanhad diversas histórias que aconteciam no Cotton Club, lendária casa noturna do Harlem, na década de 1920, nos EUA.


Bird (1988)

O drama dirigido por Clint Eastwood é um retrato emocionante do saxofonista Charlie Parker (Forest Whitaker), que morreu aos 34 anos por uma overdose de heroína. A produção acompanha o pioneirismo do músico no Bebop, estilo do jazz caracterizado por um tempo rápido e complexas progressões de acordes.

+++LEIA MAIS: Relembre a trajetória de Billie Holiday, uma das maiores vozes do jazz


Por Volta da Meia-Noite (1986)

Com elenco formado inteiramente por músicos, o filme é uma imersão sonora no universo do jazz na década de 1950 - e não à toa recebeu o  Oscar de melhor trilha sonora. A produção dirigida por Bertrand Tavernier acompanha um jovem fanático por jazz, e apresenta aos espectadores a vida dos músicos negros em Paris e Nova York.


Poucas e Boas (1999)

Comédia dramática dirigida por Woody Allen, Poucas e Boas acompanha o relacionamento do guitarrista de jazz Emmet Ray (Sean Penn) com uma jovem muda (Samantha Morton).

+++LEIA MAIS: 5 músicas para se apaixonar pelo jazz experimental do Standing On The Corner


Whiplash: Em Busca da Perfeição (2014)

Envolvente, o filme mostra a trajetória de Andrew, que pretende se tornar um dos maiores bateristas. A partir do encontro com mestre do jazz Terence Fletcher, Whiplash se transforma em uma história angustiante sobre os bastidores da música, envolvendo muito treino, competição e os métodos tóxicos do professor.


Soul (2020)

A animação acompanha Joe, um professor de música apaixonado por jazz. Apesar de se aprofundar em reflexões sobre a alma e a vida, a produção consegue dar grande ênfase ao universo musical - principalmente com a trilha sonora. O filme tem composições e arranjos do renomado pianista Jon Batiste, além de uma trilha instrumental original dos premiados Trent Reznor e Atticus Ross.

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir Soul, nova animação da Pixar


+++ KONAI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL