6 lições de amor que aprendemos em (500) Dias com Ela

A comédia dramática foi lançada em 2009

Redação Publicado em 17/03/2020, às 18h00

None
(500) Dias com Ela (Foto: Reprodução)

(500) Dias com Ela trouxe uma nova visão para as comédias românticas. Com uma narrativa mais pesada, o filme mostrou o oposto do que estamos acostumados: em de uma história sobre amores impossíveis, encontramos um amor muito perto da realidade.

Protagonizado por Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel, o longa acompanha um jovem que se sente perdido com o término do relacionamento.

+++ LEIA MAIS: Da Amazon à Netflix: 6 séries de comédia romântica para quem adora histórias de amor

Os 11 anos do lançamento da produção a trasformaram em um cult. Da importância de se sentir bem sozinho até tópicos sobre possessividade, o filme marcou o público.

O site ScreenRant selecionou 6 lições de amor que aprendemos em (500) Dias com Ela. Confira a lista:


Tudo bem estar sozinho 

No filme, Tom acredita que para estar feliz precisa estar em um relacionamento. No entanto, vemos que isso não é totalmente verdade. É importante saber como você é sozinho e como você se sente quando está 'independente' antes de entrar em um compromisso. Além disso, é totalmete ok não estar em uma relação.

+++ LEIA MAIS: Corey Taylor e a esposa Alicia estão com um projeto paralelo - será um Slipknot com letras românticas?


Expectivas são diferentes da realidade

Isso é retratado de forma muito marcante na cena da "Expectativas versus Realidade". As expectativas criadas por Tom são totalmente dele, outras pessoas não são 'culpadas' pelo o que você coloca sobre elas. 


Não há como forçar o amor

Tom tenta o longa inteiro fazer Summer se apaixonar por ele, mas a jovem não tem a mesma reciprocidade. Só depois de muito tempo o personagem entendeu que não é apenas a vontade dele que é essencial.

+++LEIA MAIS: Mano Brown cria playlist romântica com Marvin Gaye, Stevie Wonder e Milton Nascimento; veja


Não é saudável ser dependente emocionalmente de alguém

Na história, Tom foca toda a felicidade dele em Summer e isso o faz se perder na própria vida. Não é saudável colocar ser dependente emocional de alguém. Como o site pontua: "É injusto colocar essa pressão em outra pessoa, mas também em você".


Há mais de um lado em um relacionamento

Acompanhamos toda a relação dos protagonistas pela visão de Tom. Com isso, percebemos que alguns elementos do relacionamento não são totalmente 'verdades'. A narrativa é composta por Tom, e não conseguimos ver como Summer se sente em cada cenário.

+++ LEIA MAIS: Scorpions, AC/DC, Beyoncé e Rihanna: as músicas perfeitas para momentos mais picantes [LISTA]


A vida continua após uma separação, mas não há problema em lamentar

O término é uma fase complicada. São muitas emoções e e histórias que você compartilha com alguém, por isso pode parecer difícil se 'desligar' - e é normal. No entanto, as pessoas se recuperam. Isso não quer dizer esquecer, mas sim seguir em frente de algum modo.


+++ GUNS N' ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA