As 6 melhores canções de amor escritas por Alex Turner

No dia do aniversário do vocalista do Arctic Monkeys, que completa 35 anos nesta quarta, 6, relembramos algumas das melhores composições do músico

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 06/01/2021, às 12h11

None
Alex Turner (Foto: Getty Images /Frazer Harrison)

Alex Turner é um tolo romântico, sem dúvidas, e não se importa de assumir isso. O próprio vocalista do Arctic Monkeysusou essas palavras para se descrever durante uma entrevista ao Baltimore Sun, em 2011.

Inspirado por figuras literárias, como John Cooper Clarke e Tom Wolfe, Turner apresentou uma escrita singular e bem pensada desde o primeiro disco, Whatever People Say I Am, That 's What I’m Not (2006).

+++LEIA MAIS: E se ‘bad guy’ da Billie Eilish fosse do Arctic Monkeys? Músico reimagina hit no estilo Alex Turner

Ao longo de 15 anos de carreira, Turnerlançou 8 discos ao lado do Arctic Monkeys e do The Last Shadow Puppets, além da trilha sonora do filme Submarine (2010), a única obra solo do cantor e guitarrista. 

Nesta trajetória, o músico demonstrou ter um grande talento para escrever canções de amor. Se por um lado Turneré uma figura pública reservada e, muitas vezes, gosta de assumir o papel de rock star entediado, por outro lado, o artista abre o coração para compor lovesongs brilhantes, que oscilam entre desabafos de humor ácido e confissões passionais. 

Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil separou as seis melhores canções de amor de Alex Turner - uma tarefa nada fácil, mas que vale o esforço para comemorar o aniversário de 35 anos do músico nesta quarta, 6. Confira: 

“Do Me A Favour” (2007)

Lançada no disco Favourite Worst Nightmare, “Do Me A Favour” mostra a habilidade de Turnerem descrever cenas dramáticas sem usar palavras previsíveis, como quando ele canta: “Bem, a lamentação estava completa /Havia lágrimas no volante pingando no banco /Várias horas ou várias semanas /Eu me atreveria a dizer que são igualmente desoladoras”.

Outros versos que soam familiares, mas causam certo impacto pela maneira que são escritos são: “Me faça um favor e quebre meu nariz /Me faça um favor e peça para eu ir embora [...] Como desfazer os laços que nos unem/ Talvez, ‘vá se f*der’ seja gentil demais”.

+++LEIA MAIS: Os 7 melhores covers que o Arctic Monkeys já fez: de Beatles a Drake


“505” (2007)

505” é um dos maiores sucessos de Turner- os usuários do tumblr devem lembrar de se deparar com a frase “Eu provavelmente ainda te adoraria /Com suas mãos em volta do meu pescoço” pela rede social.

Apesar de ter sido um tanto quanto saturada, a última canção do Favourite Worst Nightmare realmente nos cativa com o clima de expectativa e a explosão, que surge com o trecho “Mas eu desmorono completamente quando você chora /Parece que novamente você teve que me cumprimentar com um adeus /Eu estou sempre a ponto de estragar a surpresa /Tirar minhas mãos dos seus olhos cedo demais”. 

+++LEIA MAIS: Em "505", o Arctic Monkeys usou sample da trilha sonora de Três Homens Em Conflito, composta por Ennio Morricone; ouça


“Cornerstone” (2009)

No disco Humbug, Turnertrouxe outra história de amor cheia de melancolia, mas desta vez, o músico mostrou versos padronizados, os quais contam uma história do início ao fim. Neste conto sobre a busca de um amor que já não existe mais, o músico questiona a própria imaginação e mergulha em memórias profundas em lugares banais.

+++LEIA MAIS: O dia em que o Arctic Monkeys expulsou David Bowie de uma mesa VIP - sem reconhecê-lo


“Love Is A Laserquest”  (2011)

O disco Suck It and See explora em diversos momentos a temática amorosa, mas “Love Is A Laserquest" definitivamente é uma canção que se destaca, seja pelos questionamentos sinceros e certeiros, o modo como Turnerrevela estar tomado por uma fixação ou o verso “Vou encontrar um método melhor /De fingir que você só foi mais um amor qualquer?”.

+++LEIA MAIS: As 7 melhores bandas paralelas de grandes músicos: de Julian Casablancas a Damon Albarn


“Stuck On The Puzzle” (2011)

Stuck On The Puzzle” faz parte da trilha sonora composta por Turnerpara o filme Submarine(2010). Com base na história dos protagonistas, o músico escreve sobre “não ser o tipo de tolo que vai sentar e cantar sobre as estrelas”, mas que, por algum motivo, foi totalmente seduzido por uma única pessoa.

+++LEIA MAIS: Baterista do Arctic Monkeys cansou de tocar músicas antigas da banda: 'Não é mais verdadeiro'


“Do I Wanna Know” (2013)

Ame-o ou odeio-o, o hit “Do I Wanna Know” é uma das melhores canções de amor de Turner. Nela, o músico não hesita em se mostrar vulnerável e admite que “talvez, esteja muito ocupado para se apaixonar por outra pessoa”, por isso chega perguntar se ele deve rastejar de volta.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ CYNTHIA LUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL