6 melhores filmes de Francis Ford Coppola: de O Poderoso Chefão a Apocalypse Now [LISTA]

Diretor de sucesso completou 82 anos nesta quarta, 7 de abril

Marina Sakai (sob supervisão de Itaici Brunetti) Publicado em 07/04/2021, às 17h12

None
Francis Ford Coppola (Foto: AP Photo / Andrew Medichini / File)

Francis Ford Coppola se tornou um dos maiores diretores de todos os tempos depois da franquia O Poderoso Chefão, clássica do cinema. O cineasta acumulou cinco estatuetas do Oscar ao longo das décadas de carreira.

O diretor completou 82 anos nesta quarta, 7 de abril. Confira seis destaques de sua filmografia complexa, segundo o IMDb:

+++LEIA MAIS: Francis Ford Coppola cansou da franquia O Poderoso Chefão: ‘Já deu’

6 - Drácula de Bram Stoker (1992)

O elenco fala por si próprio: Gary Oldman, Winona Ryder, Keanu Reeves e Anthony Hopkins fazem parte dessa adaptação do livro de Bram Stoker, que conta a história de Vlad Drácula, líder romeno do Século XV. 

Quando a igreja se recusa a enterrar a esposa de Drácula em solo sagrado por ter cometido suicídio, ele renega a instituição e perambula ao longo dos séculos em busca da reencarnação dela.

+++LEIA MAIS: Os 10 filmes favoritos de Francis Ford Coppola, lendário diretor de O Poderoso Chefão

5 - O Poderoso Chefão III (1990)

O último filme da franquia d’O Poderoso Chefão começa em 1979, Michael Corleone (Al Pacino) tem 59 anos e reflete sobre os erros cometidos no longa anterior. O líder da família então retorna à Nova York para restaurar a reputação.

Diferente dos antecessores, o longa não ganhou nenhum prêmio da Academia, apesar de ter sido indicado em sete categorias.

+++LEIA MAIS: As principais diferenças entre livro e filme de O Poderoso Chefão: tentativa de assassinato contra Vito, racismo e mais

4 - A Conversação (1974)

A Conversação é um filme de suspense e mistério focado em Harry Caul (Gene Hackman), contratado para espionar um casal de amantes e gravar conversas entre eles. Quando um dos áudios revela um potencial assassinato, Caul enfrenta um dilema moral e entra em crise, pois um dos trabalhos passados levou à morte de três pessoas.

3 - Apocalypse Now (1979)

Durante a Guerra do Vietnã, o oficial das Operações Especiais dos EUA, Benjamin Willard (Martin Sheen) precisou matar o Coronel Walter E. Kurtz (Marlon Brando). Kurtz enlouqueceu e passou a comandar o exército com autoritarismo. 

+++LEIA MAIS: Coringa empata com O Poderoso Chefão ao ter duas vitórias no Oscar com atores diferentes; entenda

Apocalypse Now continuou a parceria entre Brando e Coppola, que vinha de O Poderoso Chefão. Até hoje, é uma das obras mais controversas sobre o período e não deixa a entender se é pró ou anti a Guerra do Vietnã. Apesar das polêmicas, foi indicado a sete Oscars e venceu dois deles em 1980.

2 - O Poderoso Chefão II (1974)

A sequência se passa três anos depois dos acontecimentos de O Poderoso Chefão, em que Michael (Al Pacino) toma o controle da família e da máfia. O longa explora as relações entre Michael e os irmãos, além do casamento entre ele e Kay (Diane Keaton).

+++LEIA MAIS: Francis Ford Coppola basicamente inventou o smartphone mas ninguém ligou

Paralelamente, a história volta no tempo e apresenta a infância e juventude de Don Vito Corleone (Marlon Brando), pai de Michael. Recebeu 11 indicações ao Oscar e venceu em seis categorias. Foi, inclusive, a primeira sequência a ganhar de Melhor Filme.

1 - O Poderoso Chefão (1972)

Clássico do cinema, o primeiro longa da franquia é considerado o melhor trabalho de Coppola. O enredo acompanha a família Corleone, ainda liderada por Vito (Marlon Brando) nos anos 1940 e 1950 e os conflitos entre as máfias italianas nos Estados Unidos.

+++LEIA MAIS: Francis Ford Coppola publicará caderno de anotações que mantinha durante O Poderoso Chefão

O filme ganhou três Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Ator(Brando). Além disso, o American Film Institute o apontou como segundo melhor longa na história da lista dos melhores filmes estadunidenses.


+++ KONAI: 'ESTAMOS EM PRESSÃO CONSTANTE PARA SER O QUE NÃO É NOSSO NATURAL' | ENTREVISTA