6 previsões tecnológicas que De Volta para o Futuro acertou - e 6 que errou

A franquia estreou em 1985 e previu diversos produtos inovadores para o ano de 2015

Camilla Millan Publicado em 15/03/2020, às 13h00

None
Tecnologias em De Volta Para o Futuro 2 (Foto: Reprodução)

De Volta Para o Futuro foi lançado há 35 anos, em 1985. Ao longo da franquia, viagens ao passado e ao futuro protagonizaram as narrativas da dupla Marty McFly e Doc, e levaram às telonas o imaginário da época de como seria o mundo.

+++LEIA MAIS: Remake de De Volta para o Futuro com Tom Holland e Robert Downey Jr vai acontecer? Astro de Homem-Aranha responde

O segundo filme da franquia, lançado em 1990, contou com a viagem ao, na época, longínquo dia 21 de outubro de 2015 - cujas cenas futurísticas previram diversas inovações tecnológicas citadas pelo Olhar digital e pelo IG Tecnologia.

Já estamos em 2020, 30 anos após o lançamento do longa futurista, e separamos - entre skates voadores e tablets - as 6 previsões tecnológicas que De Volta Para o Futuro acertou, e 6 que errou - pelo menos por enquanto. 

+++LEIA MAIS: Fãs da Marvel encontram easter egg de De Volta para o Futuro 2 em Vingadores: Ultimato; veja

Acertou:

Filmes 3D

Em cena de De Volta Para o Futuro 2, o protagonista Marty McFly é atacado por um tubarão holográfico perto de um cinema. Atualmente, apesar de não termos uma holografia tão avançada, os filmes 3D são uma realidade, possíveis de visualizar efeito de profundidade inclusive sem óculos especiais. 


Tablets

No filme, os personagens do futuro carregam tablets. A tecnologia não demorou a ser lançada, uma vez que as primeiras unidades comerciais surgiram no início da década de 1990. No entanto, os tablets só alcançaram a popularidade com 

+++LEIA MAIS: Vilão de De Volta Para o Futuro foi inspirado em Donald Trump, diz roteirista


Videochamadas pela TV

Na época, as TVs de tubo impossibilitavam qualquer tipo de tecnologia no aparelho para além dos canais televisivos. No entanto, ao passar doa anos, os televisores evoluíram para as atuais Smart TVs, nas quais, com a internet, tornem-se verdadeiros computadores. Os aparelhos podem, inclusive, fazer videochamadas, pois possuem câmeras.


Portas com leitura de impressão digital

Desde o lançamento do longa, a biometria evoluiu muito. Para além de apenas trancas com leitura digital, celulares e até carros podem ser destravados com a tecnologia. Para além da digital, novas formas de desbloqueio estão sendo utilizadas, como a identificação da iris e do rosto.

+++LEIA MAIS: 8 filmes dos anos 1980 com efeitos visuais que impressionam até hoje


Os óculos multiúso

No longa, Marty McFly é apresentado aos óculos conectados a várias funções, incluindo assistir TV e  atender chamadas telefônicas. Atualmente, diversos produtos como o Google Glass e o HoloLens realizam as mesmas funções. Além disso, óculos de realidade virtual são populares - e possibilitam, mais do que funções, experienciar toda uma diferente experiência.


Jogos sem controle

Em De Volta Para o Futuro 2, os jogos não possuíam mais controle, podendo ser jogados apenas com o corpo dos participantes. Atualmente, videogames como o Just Dance possibilitam aos jogadores se divertirem sem segurarem consoles nas mãos - tecnologia utilizada por diversas empresas, como o Playstation e o XBox

+++LEIA MAIS: 7 filmes feitos por fãs baseados em games muito melhores que adaptações de Hollywood [LISTA]


Errou:

Skate Voador

Um dos itens mais amados, o skate voador utilizado por McFly no segundo filme não passa de um objeto da ficção. A tecnologia, apesar de testada ao nível de protótipos - exemplo da tentativa da marca Lexus -, ainda não foi criada.


Mini scooter flutuante

Assim como o skate voador, a scooter flutuante ainda não surgiu. Mesmo assim, desde o lançamento filme, o design das scooters mudou muito, se aproximando dos modelos apresentados no longa - mesmo sem a função de voar.

+++LEIA MAIS: 8 filmes de sci-fi incríveis - mas com finais horríveis: Clones, dinossauros e assassinos [LISTA]


Drone passeador de cachorros e repórter 

Os drones já são uma realidade. Apesar das diferentes funções, como monitorar atividades em uma grande área ou até produzir imagens espetaculares, o objeto ainda não consegue substituir a função de um repórter. 

No entanto, diversos donos de drones já utilizaram o produto para passear com cães, e existe, inclusive, acessórios para acoplar no aparelho. Assista ao vídeo publicado pelo canal de YouTube The Quint:


Indutor de sono com gerador de ritmo alfa

A tecnologia, utilizada por Doc para evitar o encontro da Jennifer de 1985 com a Jennifer de 2015, faz a personagem cair no sono instantaneamente. O pequeno aparelho pode ser comparado ao apagador de memórias utilizado em MIB: Homens de Preto, mas a tecnologia é, definitivamente, diferente - e ainda não inventada. 

+++ Leia mais: X-Men, Homens de Preto e mais: 6 filmes que fracassaram em 2019 [LISTA]


Tênis Ajustável 

Apesar de a Nike ter desenvolvido um tênis com a tecnologia do filme, o produto exclusivo e de poucas unidades não passou de um item comemorativo, em homenagem à franquia. Atualmente, um tênis cujos cadarços se amarram automaticamente não existe - ainda. 


Carro voador com combustível caseiro

A primeira cena do 2º filme conta com o DeLorean, carro movido à combustível caseiro que, além de voador, possibilita a viagem no tempo. A tecnologia surpreendente não é uma realidade atualmente. 

Apesar de avanços significantes no transporte, como carros sem necessidade de motorista e movidos à eletricidade, diversas tecnologias ainda não estão avançadas suficiente para a produção de outro DeLorean.


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA