6 promessas não cumpridas (e maiores decepções) de Cyberpunk 2077 [LISTA]

Anunciado em 2012, o game contaria com diversos elementos interessantes, os quais foram cortados por falta de tempo no desenvolvimento

Felipe Grutter | @felipegrutter (com supervisão de Camilla Millan) Publicado em 03/02/2021, às 14h05

None
Cartaz de Cyberpunk 2077 (Foto: Reprodução)

Desde o anúncio do ambicioso Cyberpunk 2077 em maio de 2012, a desenvolvedora CD Projekt Red deixou diversos gamers empolgados com a produção. Em 2015, a empresa lançou o aclamado The Witcher 3: Wild Hunt, o que ajudou a aumentar o hype em cima do jogo futurista. Ao longo dos anos, a expectativa crescia cada vez mais, e o game se tornou um dos mais esperados de todos os tempos.

Além disso, a própria CD Projekt Red ajudou a criar a expectativa sobre Cyberpunk 2077  ao anunciar e mentir sobre diversos elementos complexos dentro do game, os quais nunca viram a luz do dia. Porém, a desenvolvedora não teve tempo suficiente para finalizar o jogo, e por pressão de investidores, do público e executivos, lançou o trabalho cheio de bugs, falta de polimento gráficos e NPCs (abreviação em inglês para "personagens não controláveis") sem alma alguma.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Mesmo com uma história sensacional, Cyberpunk foi um grande fracasso na recepção do público, principalmente para usuários de PlayStation 4 e Xbox One, consoles base. No PC, plataforma na qual recebeu um polimento melhor, as críticas não são tão ruins.

Veja, abaixo, seis promessas não cumpridas (e maiores decepções) de Cyberpunk 2077.

+++LEIA MAIS: WandaVision terá surpresa igual 2ª temporada de The Mandalorian, diz Elizabeth Olsen


O jogo iria rodar bem no PS4 e Xbox One

Em diversas declarações públicas e com acionistas, Adam Kicinski, presidente-executivo da CD Projekt, falava do quão bem Cyberpunk 2077 rodava nos consoles base, mas se saía um pouco melhor no PlayStation 4 Pro e Xbox One X. Inclusive, os vídeos da empresa mostravam o game muito bem otimizado nas máquinas da geração passada - o que era mentira.

No dia do lançamento, donos de PS4 e Xbox One viram um desastre técnico, com gráficos dignos de jogo de PS2, crashes e bugs por todo lado.


Update para consoles de nova geração

Na época do lançamento, CD Projekt falava sobre o upgrade gratuito para os consoles da nova geração, para quem comprou o jogo no PS4 ou Xbox One.

No entanto, a empresa anunciou, no começo de janeiro deste ano, que o tal upgrade para nova geração chega apenas no segundo semestre de 2021.

+++LEIA MAIS: Discos clássicos que completam 30 anos em 2021: Nevermind, Black Album, Ten e mais [LISTA]


Inteligencia Artificial

Em vídeo publicado no YouTube, a desenvolvedora falou sobre os NPCs no game - e prometeu algo revolucionário: "Melhoramos muito nossa multidão e sistemas comunitários para criar a cidade mais confiável em qualquer jogo de mundo aberto até hoje. As ruas da cidade estão movimentadas com diversas pessoas de todo tipo de vida, todas vivendo, com um ciclo completo de dia/noite."

No produto final, o consumidor viu NPCs sem expressão alguma desaparecerem após o jogador atirar com armas de fogo em bonecos repetidos na mesma rua, etc.


Missões com influência no mundo aberto

Em entrevista ao jornal espanhol Areajugones, Mateusz Tomaszkiewicz, designer de missões e narrativa, exemplificou como quests, sejam secundárias ou primárias, influenciariam no mundo aberto.

Porém, ações durante missões secundárias parecem ter um impacto somente quando são jogadas, assim como as principais.

+++LEIA MAIS: Gwyneth Paltrow se arrepende de ter feito O Amor é Cego: 'Muito perturbador'


Polícia seria mais complexa

De acordo com o Game Rant, Alvin Liu, coordenador de interface de usuário, comentou sobre o jogo ter sistema de "procurados", o qual poderia alcançar jogadores responsáveis por aterrorizar NPCs. O sistema policial seria corrupto - e aceitaria subornos.

No jogo real, a polícia não tem quase impacto nenhum. Se alguém quebrar a lei, como atirar em público, policiais surgem, do nada, nas costas do jogador. Algo bem mais simples em relação ao prometido.


Sistema de hack complexo

Cyberpunk é um gênero o qual envolve bastante tecnologia e o uso dela na sociedade. Em 2077, o sistema de hack teria elementos como afetar pessoas, redes, vírus e recompensas por kackear.

+++LEIA MAIS: 36 anos de ‘We Are The World’ - 5 curiosidades dos bastidores da gravação [FLASHBACK]

Mas não tivemos nada disso, porque o sistema de hack, assim como a maioria das mecânicas no game, é completamente simples e incompleto. O jogador pode fazer algumas ações, como hackear câmeras e aparelhos eletrônicos para ganhar dinheiro.


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL