6 vilões que foram mais inteligentes do que o Batman nas HQs [LISTA]

Apesar de ser o maior detetive do universo DC, o Morcego já foi enganado diversas vezes

Redação Publicado em 19/02/2020, às 07h45

None
Batman: A Piada Mortal (foto: reprodução/ DC Comics)

O Batman é comumente referenciado nos quadrinhos da DC como o melhor detetive do mundo. Por ser apenas um homem comum num traje, o herói usa o intelecto para superar diversos vilões, mas isso não significa que ele nunca é superado nessa área.

+++LEIA MAIS: Todos os segredos e easter eggs do novo uniforme do Batman do Robert Pattinson

Seja sendo pego por um plano complexo, ou tendo as convicções abaladas por um vilão disposto a destruir os ideais nos quais o Batman acredita, listamos abaixo os inimigos que foram mais inteligentes (mesmo que brevemente) do que o Morcego.


Jason Todd (Batman Contra o Capuz Vermelho)

O Capuz Vermelho foi um dos primeiros inimigos que o Batman não conseguiu entender até sofrer um grande impacto psicológico. O Morcego nem imaginou que um Robin teoricamente morto se tornaria um vilão. 

O ressentimento de Jason e a negação dos valores que ele aprendeu quando treinado por Bruce Wayne afetaram muito o herói, que pela primeira vez aparentou duvidar da causa dele.


Dr. Hurt (Batman R.I.P.)

Simon Hurt é o líder de uma organização secreta chamada de Luva Negra e ele conseguiu matar o Batman. Bom, matou pelo menos as memórias dele. O doutor drogou Bruce Waynecom diversos psicotrópicos que apagam as lembranças do herói e a habilidade de lutar contra o crime. 

+++LEIA MAIS: Batman de Robert Pattinson deve preparar a chegada do Coringa - mas não espere por Joaquin Phoenix

Não fosse o plano B do Batman de programar o subconsciente dele a assumir o controle como uma espécie de segunda personalidade em momentos de perigo, Bruce Wayne teria morrido fisicamente também.


Diácono Blackfire (Batman: O Messias)

Joseph Blackfire era um líder golpista de uma seita que combatia o crime em Gotham, para tentar substituir a função do Batman. Ele consegue capturar e fazer uma lavagem cerebral no Morcego para cumprir as ordens dele, mas o Batman consegue se libertar e derrota o Diácono. 

Após ser vencido, o vilão instiga o Batman a matá-lo e assim tornar ele um mártir. O Morcego se recusa, mas espanca e humilha o Diácono em frente aos membros da seita, esses que se revoltam e, por fim, matam Blackfire. O plano dele talvez tenha dado certo no final. 


A Corte das Corujas (Batman, Vol. 2)

A vitória dessa sociedade secreta de criminosos sobre o Batman foi permanecer sem ser descoberta por ele durante anos e anos de combate ao mal em Gotham. A descoberta do Morcego desses vilões causa uma tremenda frustração e decepção com o sistema e o faz questionar se a cidade Gotham vale a pena ser salva.

+++LEIA MAIS: 13 uniformes memoráveis do Batman ao longo dos anos: mamilos ridículos, fortalezas ambulantes e mais [LISTA]


Bane (A Queda do Morcego)

Bane arquiteta um plano maquiavélico para destruir o corpo do Batman. Após descobrir a identidade secreta do herói, ele organiza vários vilões para desgastar o oponente aos poucos. Quando Bruce chega exausto na mansão Wayne, o vilão está a espera dele, o espanca e quebra a coluna do Morcego. É uma das derrotas mais memoráveis da história da DC.


Coringa (Batman: A Piada Mortal)

O Palhaço do Crime não é conhecido pela esperteza, mas superou o Batman talvez da forma mais impactante. Apesar de o Coringa não obter sucesso ao quebrar psicologicamente o Comissário Gordon, o Batman entende como o vilão pensa.

+++LEIA MAIS: Como seria o Batman 3 de Tim Burton e por que o filme deu errado?

O Coringa conta uma piada para o Morcego e o convence de que a luta interminável entre os dois é, no fundo, uma grande piada. Ambos riem histericamente e o Batman aparenta matar o Coringa nos quadrinhos finais. O herói quebrou a regra mais importante dele ao ver que o vilão tinha razão em chama-lo de louco e talvez  Bruce não quis mais encarar essa realidade.


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA