7 fatos realmente divertidos sobre os filmes da Pixar: Dublagem, adaptações e easter eggs

Desde os bastidores até os lançamentos mundiais, as produções do estúdio da Disney possuem inúmeras curiosidade divertidas

Redação Publicado em 16/03/2020, às 10h23

None
Procurando Nemo, Divertida Mente e Toy Story (Foto: Reprodução)

A Pixar é uma das maiores empresas de animação da indústria de entretenimento, responsável por criar diversos personagens icônicos da cultura pop, como Woody e Buzz, de Toy Story, e Nemo e Dory, de Procurando o Nemo.

Além das narrativas emocionantes e dos personagens queridos pelo público, existem inúmeros fatos divertidos sobre o processo criativo e bastidores do estúdio da Disney que tornam as obras da empresa ainda mais interessantes.

O site Screen Rant listou as principais curiosidades sobre as produções da Pixar e nós separamos 7 fatos realmente divertidos sobre os filmes do estúdio. Confira:

Toy Story 2 quase foi perdido

Em 1998, um dos animadores acidentalmente apagou alguns arquivos dos servidores da Pixar durante o processo final de edição do filme. Felizmente, Galyn Susman, diretora técnica da animação, tinha acabado de ter um filho e tinha um backup no computador que utilizava para trabalhar em casa.

+++ LEIA MAIS: Toy Story 4 ensina os adultos mais uma vez: amizades também esfriam - e tudo bem [ANÁLISE]


A adaptação dos filmes para culturas diferentes

As produções da Pixar possuem alcance mundial, por isso, o estúdio se preocupa em adaptar detalhes das produções para os espectadores de diferentes culturas se identificarem com a história.

No filme Divertida Mente, por exemplo, a protagonista Riley faz uma careta ao ver um brócolis, alimento popularmente rejeitado no Ocidente. Contudo, o Japão é um país em que o vegetal é apreciado e não é considerado nojento. Então, o estúdio deletou a rápida cena da versão asiática.

+++ LEIA MAIS: Toy Story: 13 segredos, curiosidades e bastidores sobre a animação


Wall-E é o primeiro filme do estúdio com uma cena live-action

No mundo pós-apocalíptico de Wall-E, o protagonista descobre, aos poucos, a função das ferramentas e objetos utilizados pelos humanos no passado. Em certo momento, o robô mostra apegado à uma televisão e uma cena do filme Hello, Dolly!, de 1969. Segundo o diretor, a intenção da obra foi criar um contraste entre elementos antigos e a estética futurista.

+++ LEIA MAIS: Com Chris Pratt e Tom Holland, Pixar revela nova franquia; assista ao trailer


John Ratzenberger participou da dublagem de todos os filmes

John Ratzenberger participou da dublagem de todos os filmes da Pixar. O ator deu voz para os mais diversos personagens, como o Porquinho, em Toy Story; P.T. Flea, em Vida de Inseto e o Abominável Monstro das Neves, em Toy Story.

+++ LEIA MAIS:  Novo filme da Pixar explora a vida após a morte - ou seria a vida antes da vida? Assista ao trailer de Soul


Os filmes são frequentemente baseados nas experiências pessoais dos diretores

No processo criativo do estúdio, os diretores e animadores aproveitam experiências pessoais para trazerem elementos reais para as narrativas das produções. O filme Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica, por exemplo, se inspirou na morte do pai do diretor Dan Scanlon para criar a história de dois irmãos que tentam passar um dia com o pai, que faleceu quando ainda eram pequenos.

+++ LEIA MAIS:  Grupo protesta contra "perigosa" cena de casal de mães em Toy Story 4; entenda


Os diretores também dublam personagens

O diretor de Procurando Nemo deu voz para um dos personagens mais icônicos do filme, a tartaruga Crush. No filme, o animal é responsável por levar o pai de Nemo por uma corrente de água em direção à Sydney. Outra dublagem lendária é da personagem Edna Moda, de Os incríveis, feira pelo diretor Brad Bird.

+++ LEIA MAIS:  Sequência de Procurando Nemo teve final alterado depois de documentário sobre orcas


Os Easter Eggs espalhados pelos longas-metragens

Um dos fatos mais divertidos sobre a Pixar, definitivamente, são os easters eggs espalhados pelas produções. Os filmes estão cheios de referências à outras obras do estúdio e símbolos relacionados à vida dos diretores dos longas.

E um dos easter eggs mais famosos é o código "A113", o número da sala usada pelos alunos na escola CalArts, na qual os animadores da Pixar estudaram.

+++ LEIA MAIS: Disney revela easter eggs inacreditáveis dos filmes da Pixar em vídeo; assista


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA