Pulse

As 7 piores coisas que James Bond já fez nos filmes de 007

Apesar do personagem ser considerado um herói, em diversos momentos ele tem atitudes questionáveis

Redação Publicado em 03/12/2019, às 08h35

None
007 contra o Homem com a Pistola de Ouro, Marcado para a Morte e Quantum of Solace (Foto: Reprodução)

James Bond é um dos personagens mais lendários dos cinemas, conhecido por carros luxuosos, personalidade elegante e infinitas aventuras em que sempre salva a garota e derrota o vilão.

Mas o personagem também já tomou diversas atitudes que são no mínimo questionáveis. Ao longo da franquia de filmes, o espião mostra que nem sempre é o mocinho da história, que também comete crimes e coloca o próprio interesse acima dos outros.

Separamos, então, as 7 piores coisas queJames Bond já fez ao longo da franquia de filmes. Confira:

Ameaçar a Bond Girl Andrea Anders

Em 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro, lançado em 1974, James Bond ameaça a Bond Girl Andrea Anders com uma arma na tentativa de descobrir o paradeiro do inimigo Scaramanga. Durante as gravações, o ator Roger Moore sugeriu uma abordagem mais cautelosa do personagem, mas o resultado final ainda retrata a violência contra a personagem - que, diga-se de passagem, foi colocada na trama apenas para ser amante dos protagonistas e depois morrer.


Jogar o corpo do amigo no lixo

Daniel Craig dá vida a uma das versões mais frias de James Bond. No filme Quantum of Solace, de 2008, o agente aposentado René Mathis é morto com um tiro nas ruas de Sucre, na Bolívia. E, apesar de consolar o amigo antes da morte, Bond pega a carteira de Mathis e joga o corpo sem vida dele em uma lixeira.


Sexualizar o corpo da amante para distrair os inimigos

Se existia alguma dúvida de queJames Bondera sexista e misógino, elas foram tiradas com 007 - Marcado para a Morte. Quando o protagonista fica cercado por agentes russos em um hotel, ele decide despir a amante do inimigo e usá-la como distração para atacar os mandantes do general Leonid Pushkin.


Menosprezar a vida da Bond Girl Sévérine

Em 007 - Operação Skyfall, que estreou nos cinemas em 2012, James Bond conhece a Bond Girl Sévérine, que vive sob o controle de Raoul Silva. Ao invés de tentar libertá-la, o espião a usa para alcançar o inimigo e nem ao menos se importa com a morte dela. Quando Silva dispara um tiro na cabeça de Sévérine, que estava com um copo de bebida na mão, o 'herói' diz: "Que desperdício de um bom uísque".


Agredir brutalmente os colegas de trabalho

Além de jogar o corpo do amigo no lixo, James Bond também agrediu desnecessariamente outros colegas de trabalho em Quantum of Solace. O protagonista é acusado de matar um agente disfarçado e é escoltado pela guarda britânica de volta para Londres. Então, Bond ataca os agentes até eles ficarem cobertos de sangue.


Atear fogo no corpo do inimigo

Nas cenas finais de Licença para Matar, lançado em 1989, podemos ver uma das piores mortes cometidas por James Bond. Enquanto persegue o traficante Sanchez, o protagonista percebe que o inimigo está coberto de gasolina e ateia fogo no corpo dele - e todos nós podemos concordar que morrer queimado por chamas é definitivamente cruel.


Matar indiscriminadamente

Entre os diversos assassinatos cometidos por James Bond , vamos relembrar a primeira vítima do protagonista nos cinemas. Em Dr. No, o espião mata o professor Dent depois que ele tenta atirar em Bond enquanto dorme. Mas o 'herói' não apenas mata o inimigo - que poderia ser facilmente capturado e preso com vida -, ele dispara a arma pela segunda vez, nas costas do professor.