8 fatos que aprendemos no documentário de Billie Eilish, The World a Little Blurry [LISTA]

Quando a cantora não reconheceu Orlando Bloom nos bastidores, como a turnê afetou sua saúde e outras lições do novo documentário íntimo de RJ Cutler na AppleTV

Britanny Spanos. Rolling Stone EUA | Tradução de Mariana Pastorello | @mari.pastorello (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 09/03/2021, às 15h03

Poster do novo documentário de Billie Eilish: The World a Little Blurry (Foto: Reprodução)

Em novo documentário da Apple TV, Billie Eilish: The World a Little Blurry, o diretor RJ Cutler captura o tipo de ano caótico e emocionante na vida de uma estrela pop acessível a poucos cineastas. O documentário acompanha Eilish das últimas semanas de gravação do disco de estréia, When We Fall Asleep, Where Do We Go, ao Grammy 2020, onde arrebatou as quatro categorias principais.

Grande parte do filme flui como um vídeo caseiro, com os pais deEilish e o irmão-produtor Finneas O’Connell gravando alguns dos momentos mais íntimos da rápida ascensão ao topo das paradas. The World a Little Blurry oferece uma janela para o mundo privado da superstar adolescente, até mesmo quando se mantinha escondida dos olhos do público.

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish se desespera com cachorro que detonou coleção de tênis raros; assista

Aqui estão oito fatos aprendidos sobre Eilish com o novo filme. 

1. Os desenhos inspirados nas canções de Eilish se tornaram conceitos de videoclipes

Eilishesboçou os conceitos de muitas canções no diário dela, muitos desses desenhos se tornaram parte dos videoclipes. No vídeo do sombrio single “When The Party 's Over”, a cantora sempre teve a ideia de “sangrar preto” pelos olhos.

Testou a ideia no quintal, com a mãe sentada em uma mesa bebendo de um copo vazio - enquanto o pai limpava cocô do cachorro ao fundo. O vídeo ganhou vida exatamente como havia imaginado: a cantora bebe um líquido preto apenas para vê-lo sair de seus olhos enquanto a música avança.

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish supera Lil Nas X e conquista primeiro single no topo das paradas

2.Finneas escondeu da irmã a exigência da gravadora por um hit

Eilish começou a fama muito antes de When We Fall Asleepser lançado. Então, enquanto preparava o disco de estréia, havia uma pressão imensa para um hit. O irmão, Finneas, escondeu os pedidos da gravadora da irmã. “Parece uma espécie de campo minado para mim”, disse à mãe.

“Disseram-me para escrever um hit, mas fui orientado a não dizer a Billie sobre isso.” Conforme chega mais perto o lançamento do álbum, Eilish ficou mais irritada com o processo de composição, especialmente devido à própria preocupação com a reação das pessoas ao produto final. “Você não pode enganá-la para escrever uma música”, aconselhou a mãe. 

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish atinge recorde na Billboard conquistado por Alanis Morissette e Sinead O'Connor

3. Havia a preocupação da postura antidrogas e álcool a fizesse parecer uma hipócrita mais tarde 

Em entrevistas e músicas, como “Xanny," Eilish deixa claro ser contra o uso de drogas e álcool, principalmente em quantidades excessivas. Quando um dos associados de Eilish comenta como a opinião adolescente sobre essas substâncias pode se voltar contra ela mais tarde, a mãe da estrela defende o direito da filha mudar de ideia. "Você não vai deixá-la ser quem ser agora só para o caso dela talvez crescer e usar drogas [depois]?" comentou a mãe da cantora.  

4. Justin Bieber passou de paixão de infância para confidente 

Antes de se tornar ídola adolescente,Eilish cresceu obcecada por Justin Bieber. Era um herói e uma paixão para ela. Na época do lançamento do álbum, quando Bieber entrou em contato via Instagram pedindo para colaborar, a cantora ficou maravilhada. Decidiram fazer uma remix do single“Bad Guy", embora ainda não tivessem se conhecido.

+++ LEIA MAIS: 6 shows incríveis de artistas pop para assistir na íntegra: Billie Eilish, Dua Lipa e mais

Quando finalmente se encontraram no Coachella, enquanto Ariana Grande estava no palco, Eilish caiu no choro enquanto ele a segurava. Após o encontro, o cantor escreveu uma mensagem longa e reflexiva, explicando como a reação dela o lembrou por que ele gosta tanto de ser músico, e ofereceu palavras de consolo e apoio. Ele até fez uma ligação via FaceTime comEilishpara dar os parabéns após a conquista da cantora nas quatro categorias do Grammy no início de 2020.

5. Ela se apaixonou e teve o coração partido enquanto promovia o primeiro disco

Eilishmanteve grande parte da vida amorosa privada enquanto ficou mais famosa, então, a confirmação do relacionamento da cantora com Brandon Adams - colega músico conhecido como “Q” - é uma das maiores revelações do documentário. No filme, Eilish deixa claro estar apaixonado por “Q”, mas tem dificuldade em ficar com ele quando está na estrada e, pior ainda, quandoestá em Los Angeles, onde ele também mora. Os pais de Billieparecem apoiar o relacionamento, mas são cautelosos.

+++ LEIA MAIS: Dave Grohl compara Billie Eilish ao Nirvana e a cantora responde

“Ouvi dizer que ele quebrou a mão porque estava com raiva, e deu um soco na parede”, ressaltou o pai da cantora após Eilish visitar o namorado logo após tirar a carta de motorista. Nunca soubemos onde ele morava, ou qualquer um deles”, comenta com a mãe dela, depois de Billie sair. A gota d'água no relacionamento é uma conversa de Eilish e Q antes da apresentação no Pier 17 de Nova York. Não se sentindo apoiada, Eilish termina com ele para sempre.

6. A turnê já afetou a saúde física da cantora 

O ano mais agitado da vida da estrela em ascensão foi agravado por inúmeras doenças físicas. Durante uma turnê intensa ao redor do mundo, teve dores nas canelas e pescoço. A cantora continuou as apresentações, mas, devido ao estresse da vida e da carreira, bem como à Síndrome de Tourette, consultou fisioterapeutas e recebeu o conselho de diminuir o ritmo.

+++ Por Que Billie Eilish é a adolescente do ano?

7. Katy Perry e Orlando Bloom são grandes fãs

Katy Perry e Orlando Bloom também revelaram o quanto deram suporte paraEilishnos bastidores do Coachella. Perry e Eilish tiveram uma conversa franca, a veterana megastar se ofereceu para falar com Eilish quando precisasse desabafar ou pedir conselhos.

Quando Eilish voltou para o trailer, revelou não ter ideia de quem era Bloom inicialmente, precisou ver fotos dele em Piratas do Caribe. “Pensei ser apenas um cara conhecido da Katy Perry”, disse a cantora. Retificou isso mais tarde, encontrando-se e abraçando Bloom mais uma vez na área VIP. “Agora, sei quem ele é”, diz para a câmera.

8. Ela odiou a apresentação no Coachella

Durante a estreia altamente antecipada no Coachella, Eilishpassou por muitas dificuldades. As telas enormes atrás dela não funcionavam, atrasando o show. Enquanto cantava “All The Good Girls Go to Hell”, errou os versos e, sem jeito, tentou acompanhar o público enquanto a música continuava. Após a apresentação, ficou fora de si, chateada em como a performance aconteceu e implorou para o namorado ir vê-la (como aprendemos no filme, ele não apareceu).

+++ LEIA MAIS: 9 razões para Billie Eilish ter o show mais quente e aguardado do ano [LISTA]


+++ HAIKAISS: 'O TRAP TAMBÉM PASSA UMA MENSAGEM CONSCIENTE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL