Pulse

As 9 coisas mais bizarras que Ozzy Osbourne já fez [LISTA]

Considerado um ícone do heavy metal, o músico já passou por situações que são difíceis de acreditar

Redação Publicado em 03/12/2019, às 17h14

None
Ozzy Osbourne (Foto: Henny Ray Abrams/AP)

Ozzy Osbourne pode ser fácilmente considerado o roqueiro mais louco de todos os tempos. E um dos maiores personagens que o rock and roll tem. Com uma vida cheia de aventuras, sexo, drogas, e música, Ozzy é uma lenda e já fez coisas que são realmente difíceis de acreditar. 

+++ LEIA MAIS: Ozzy Osbourne só soube que tentou matar Sharon quando acordou na cadeia; entenda

Por isso, reunimos 9 das coisas mais loucas que Ozzy fez durante essa vida 'incomum'. Leia abaixo: 

Ozzy ladrão?

Ainda antes de completar 18 anos, Ozzy Osbourne tentou ser aceito em uma gangue juvenil de Birmigham quando foi preso em uma tentativa de roubo mal-sucedida. Acontece que quando o pai de Ozzy, John Thomas Osbourne, ficou sabendo do evento, decidiu dar uma lição nele: não pagar a fiança e deixá-lo durante um mês inteiro na prisão. 

Vício em cocaína 

Embora existam várias histórias com o Ozzy envolvendo bebidas alcoólicas, ele e os companheiros do Black Sabbath sabem que, na verdade, ele tinha um problema sério com cocaína. 

Com o passar do tempo, isso começou a gerar alguns conflitos com a gravadora, porque eles gastavam muito dinheiro em drogas em vez de se empenharem para fazer discos. 

Diz a história que o Vol. 4, quarto disco do Black Sabbath, de 1972, custou menos para ser feito do que o quanto eles gastaram para comprar droga (15 mil dólares).

Ozzy compartilhou cocaína com uma aeromoça

Uma vez que estava voltando para a Inglaterra depois de uma turnê, Ozzy Osbourne lembrou que tinha um saquinho de cocaína dentro da meia. Com medo de ser preso, mais uma vez, o Príncipe das Trevas conversou com a aeromoça presente no avião e a ofereceu. Ela usou e seguiu trabalhando. Ozzy não foi preso dessa vez. 

Banido de San Antônio 

Banido? Sim, isso aconteceu. Em fevereiro de 1982, Ozzy estava passando por San Antonio, no Texas, quando viu o Alamo, uma fortificação história dos tempos da guerra de independência do Texas. 

Ozzy achou que lá seria um ótimo lugar para fazer xixi. No entanto, ele foi preso e banido da cidade. Anos depois, tudo acabou se resolvendo, Ozzy fez uma doação de 10 mil dólares e voltou a fazer shows na cidade.

Ozzy foi expulso do Black Sabbath?

Em 1979, isso aconteceu. O Black Sabbath estava gravando um novo álbum e Ozzy não aguentava mais os pedidos de Tony Iommi para que ele regravasse os vocais. Com o apoio dos colegas de banda, Iommi conseguiu expulsar o vocalista do Black Sabbath. A desculpa usada na época era que ele abusava do uso de drogas e álcool mais que os outros integrantes do grupo. 

Ozzy negou e rebateu dizendo que todo mundo usava a mesma quantidade de substâncias ilícitas/lícitas. 

Mas eles não acataram e o Black Sabbath seguiu com o vocalista, Ronnie James Dio, do Rainbow, Ozzy seguiu o próprio caminho. 

Ozzy dono de um bar? 

Um tempo depois de ser expulso do Black Sabbath e voltar para a Inglaterra e começar um novo empreendimento: ser dono de um bar. 

Ele abriu o bar em Newport, na Inglaterra, mas ficava bravo porque o lugar não lotava como ele imaginava e ele também bebia quase todo o lucro que conseguia diariamente. Por sorte, Thelma, a esposa do músico na época, convenceu Ozzy a deixar o bar com pessoas mais profissionais e ligadas ao ramo, enquanto ele se concentrava na produção do novo disco, Blizzard of Ozz, que saíria em 1980. 

Ozzy mordeu um pombo...

Em 1981, Ozzy estava na Alemanha, em uma convenção com os empresários da gravadora Epic Records. A empresária e futura esposa estavam tentando os executivos de que Ozzy deveria ser levado a sério. 

Entediado e, claro, depois de beber uma garrafa inteira de uísque, Ozzy pegou dois pombos usados para uma apresentação e arrancou a cabeça deles com uma dentada.

E também um morcego... 

Um dos maiores mitos da história do rock é verdade, Ozzy mordeu a cabeça de um morcego - mas não propositalmente. 

Ele estava em um show em Iowa, nos Estados Unidos, quando alguém da plateia arremessou um morcego vivo no palco. Ozzy viu, achou que era de plástico, e deu uma mordida nele. Só que uma coisa curiosa aconteceu: o morcego mordeu a língua do Ozzy de volta.

Uma cena completamente bizarra e testemunhada por 5 mil pessoas. Ozzy precisou passar por um tratamento anti-raiva. Vários shows do músico foram cancelados por pressão de ativistas em prol da causa animal. 

Pobres formigas 

Se os anos 1970 foram loucos para Ozzy Osbourne, os anos 1980 também seguiram assim. Exatamente em 1984, Ozzy resolveu apadrinhar o Motley Crue, que na época ainda estava começando a carreira, e levar o grupo para ser a banda de abertura de uma turnê que faria pelos Estados Unidos. 

Lá, ele pediu cocaína para os integrantes do grupo. Mas como ninguém tinha, ele resolveu cheiras uma fileira de formigas que passava por ali. Na cinebiografia The Dirt, lançada em março de 2019, a história é narrada pelos integrantes do Motley Crue

A história fica um pouco mais bizarra quando depois de cheirar formigas, Ozzy decide fazer urinar na beira da piscina do hotel onde ele e o grupo estavam hospedados e lambe a própria urina. O baixista, Nikki Sixx, também urinou no local e Ozzy lambeu de novo. 

O Princípe das Trevas diz não se lembrar da história, mas na cinebiografia The Dirt, lançada em março de 2019, os integrantes do Motley Crue narram o que aconteceu.