"A floresta amazônica pode ser referência para cenário de próximo Avatar", diz Cameron

Equipe da superprodução se preocupou em passar mensagem "ecológica" durante entrevista coletiva de imprensa neste domingo, 11, em São Paulo

Por Fernanda Catania Publicado em 12/04/2010, às 12h25

Landau, Cameron, Sigourney e Joel Moore estiveram em SP para entrevista coletiva de imprensa sobre DVD de Avatar

Ver Galeria
(4 imagens)

O diretor James Cameron, o produtor Jon Landau e os atores Sigourney Weaver e Joel David Moore, de Avatar, realizaram entrevista coletiva de imprensa neste domingo, 11, no hotel Grand Hyatt, em São Paulo, para promover o lançamento do DVD e Blu-Ray da superprodução.

Landau e Cameron apresentaram cinco cenas para explicar o conceito do filme. Uma delas, a preferida de Cameron, mostra o primeiro voo do protagonista Jake Sully (Sam Worthington) no planeta Pandora. "Esta cena explica o sucesso mundial do filme: proporcionar ao espectador a sensação de experimentar um outro mundo", disse Cameron. Assista abaixo a uma parte do vídeo exibido durante a coletiva:

O lançamento em DVD e Blu-Ray acontece em 22 de abril, mesma data em que se celebra o dia da Terra. Aqueles que esperam ver extras com imagens inéditas e cenas de bastidores podem se decepcionar: esta primeira versão terá apenas o filme. No entanto, em novembro será possível adquirir a edição "de fã e colecionador", como o próprio Cameron definiu. Com quadro discos, o box terá 35 minutos de cenas inéditas, incorporadas à versão original, além de extras contendo os bastidores do filme e um documentário com imagens das duas viagens que a equipe fez ao Brasil (Cameron esteve em Manaus, no fim de março, para participar do 1º Fórum Internacional de Sustentabilidade).

No futuro, haverá ainda o DVD na versão 3D. A produção ainda está em fase prematura, e não há previsão de lançamento. De acordo com Cameron, a ideia é esperar que a tecnologia chegue a uma parcela suficiente de consumidores, já que é preciso ter uma TV com a tecnologia para aproveitar satisfatoriamente a exibição em três dimensões. Mais detalhes devem ser anunciados no fim do ano, à época do lançamento do box especial.

Avatar verde

Na manhã do domingo, horas antes do evento de divulgação do DVD, Cameron e Sigourney, a cientista Grace de Avatar, plantaram uma muda da árvore pau-brasil no Parque do Ibirapuera, cerimônia que fez parte do lançamento da campanha promovida pela Fox para o plantio de um milhão de árvores no mundo todo.

Depois, um tom de alerta ecológico tomou conta da entrevista. Toda a equipe concordou em dizer que a principal mensagem de Avatar é um alerta sobre a preservação ambiental mundial. Nesse clima, Sigourney Weaver citou sua terra natal: "Os EUA já erraram muito, mas o Brasil, que é um país extraordinário, talvez tenha a oportunidade de fazer as coisas de maneira diferente e liderar essa nova era, onde não usaremos mais os desperdícios de energia utilizados no século passado".

Tanta "tietagem" em relação às terras tupiniquins podem render uma "ponta" do país na sequência de Avatar. Cameron fez questão de desmentir os boatos sobre filmagens em florestas tropicais da América do Sul, já que todo o cenário e elementos fictícios são feitos "100% no computador", mas revelou que a Amazônia pode servir de inspiração para um próximo filme. "Vindo para cá, nós percebemos quão rica e bonita é a floresta amazônica. Há uma grande possibilidade de usarmos esta paisagem como referência para o cenário do próximo filme."

Outra dimensão

O debate sobre a tecnologia 3D não poderia ficar de fora da entrevista, afinal, a tecnologia de Avatar é um marco na história da produção cinematográfica - algo que se transportou também para as bilheterias, já que o filme é o maior de todos os tempos em termos de lucros nos cinemas.

Cameron acredita que Avatar faz com que as pessoas tenham vontade de ir ao cinema e optar por mais qualidade. "Avatar é a maior bilheteria da história, mas também é o filme mais pirateado de todos os tempos. Ainda há filas para vê-lo nas salas IMAX. A experiência de ir ao cinema e ver algo com qualidade voltou."

Em resposta à Rolling Stone Brasil, Cameron disse que sabe que Avatar fez com que a indústria de Hollywood se empolgasse com o 3D e com o uso do poder comercial, mas criticou a produção de filmes convertidos de 2D para 3D em poucas semanas. "É o caso de Fúria de Titãs. Eu não vi o filme, mas ouvi dizer que o 3D não é tão legal e que o filme ficou melhor em 2D".

Para o diretor, a tecnologia 3D "deve ser levada a sério e vista como um conteúdo com qualidade premium". "Filmes que amamos, como Guerra nas Estrelas e Indiana Jones, que ficariam ótimos em 3D, por exemplo, devem gastar dinheiro e fazer da maneira certa, com a conversão como estamos fazendo com Titanic. Então, se você quer fazer um filme em 3D, faça com câmeras em 3D e não em conversão de 2D para 3D."

Para completar, o diretor disse que, por todos estes aspectos, Avatar deve impulsionar a venda de aparelhos de Blu-Ray. No Brasil, a venda de cópias já bateu o recorde do mercado só na pré-venda: já foram reservadas 35 mil cópias - até então esse número chegava a 5 mil.

Nesta segunda-feira, 12, a equipe de Avatar parte, mais uma vez, para Manaus e, provavelmente, deve ficar no Brasil até o fim desta semana.