A-ha encerrará carreira em 2010

Banda norueguesa, até hoje associada ao hit "Take On Me", de 1985, anunciou aposentadoria no site oficial

Da redação Publicado em 15/10/2009, às 16h26

Depois de "uma carreira internacional fantástica", "quase três décadas fazendo história pop" e "nove álbuns de estúdio com vendas que excederam 35 milhões de cópias", a banda norueguesa A-ha informou, em comunicado no site oficial, que encerrará suas atividades no fim do ano que vem.

O grupo de synthpop conheceu o auge da fama em 1985, com o primeiro single ("Take On Me") do primeiro álbum (Hunting High & Low). Morten Harket, Magne Furuholmen e Paul Waaktaar-Savoy começaram a tocar juntos três anos antes e, 28 anos depois, quando a turnê do nono e mais recente álbum, Foot of the Moutain, terminar, não vão mais se reunir em estúdio.

"O A-ha decidiu pedir a conta", diz a nota, com expressão equivalente em inglês. "Como consequência, [a banda] não vai mais lançar novos discos no futuro."

No aviso, eles destacam como um dos picos da carreira "o legendário show no Maracanã, Rio de Janeiro, em 1992, que nos valeu um recorde no Guiness para maior audiência num concerto pago - 196 mil!".

O trio já havia entrado em recesso no meio dos anos 90. A nova pausa, que parece ser definitiva, chegará no 25º aniversário de Hunting High & Low, fato destacado na nota. O último concerto será em Oslo, capital norueguesa, no dia 4 de dezembro de 2010.

O comunicado sinalizou possíveis caminhos para os membros do A-ha. "Fazer isto agora agora vai nos dar a chance de se envolver mais em outros aspectos significativos da vida, como trabalho humanitário, política ou o que quer que seja - e, claro, novas constelações no campo da arte e da música."

Eles arrematam: "Estamos nos aposentando como banda, não como indivíduos. Mudar é sempre difícil, e é fácil acabar no meio do caminho de alguém. Agora, é hora de avançar".