Pulse

Aaron Paul e Judd Apatow criticam Netflix por disponibilizar controle de velocidade de reprodução

A plataforma de streaming liberou em alguns dispositivos essa funcionalidade, e a resposta dos artista foi amplamente negativa

Redação Publicado em 29/10/2019, às 09h04

None
Logo da Netflix (Foto: Reprodução)

Alguns usuários de dispositivos Android notaram recentemente o surgimentos de uma nova funcionalidade dentro do aplicativo da Netflix: a possibilidade de aumentar ou diminuir a velocidade de reprodução do epoisódio de uma série ou de um filme, assim como o YouTube já disponibilizou para os vídeos.

Essa opção não foi instaurada apenas com o objetivo de facilitar aquele momento no qual você precisa achar a parte do filme em que parou no dia anterior. Ao invés disso, ela tem como foco permitir que os assinantes do serviço de streaming assistam mais rápido aos programas, ou mais devagar. 

+++Leia mais: Pessoas começam a ver demônios depois de assistir novo filme de terror da Netflix

Mexer dessa forma na velocidade do conteúdo resultou em um descontentamento generalizado entre atores e criadores do meio audiovisual.

Judd Apatow, que dirigiu O Virgem de 40 anos e também a série exclusiva da NetflixLove, tuitou: "Não me faça ligar para todos os diretores e criadores na face da Terra para lutr contra isso. Poupe meu tempo. Eu vou ganhar, mas vai demorar um bom tempo. Não mexa com o nosso tempo [de reprodução]. Nós te damos coisas legais. Deixem elas da forma como devem ser assistidas."

Aaron Paul, o Jesse Pinkman em Breaking Bad e El Camino, também foi às redes sociais para opinar sobre o assunto. "Parem... De forma alguma a Netflix vai continuar com isso. Isso significa tomar por completo o controle da arte dos outros, e destruí-la. A Netflix é melhor que isso. Não é mesmo, Netflix?", escreveu o astro.

+++Leia mais: Netflix: empresa quer criar regras para diminuir o compartilhamento de senhas

E é claro que a plataforma se defendeu. De acordo com um comunicado oficial emitido pelo porta-voz da empresa, a funcionalidade está apenas em teste, e não é algo definitivo. Mas pode se tornar:

"Sempre experimentamos novas formas de ajudar as pessoas a usarem a Netflix. Esse teste possibilita a mudança da velocidade com que elas assitem nos celulares. Assim como qualquer teste, pode não se tornar um recurso permanente."