Pulse

El Camino: Aaron Paul e Vince Gilligan revelam finais alternativos para o filme

O longa de Breaking Bad estreou na Netflix na última sexta, 11

Redação Publicado em 15/10/2019, às 09h49

None
Aaron Paul e Vince Gilligan na estreia de El Camino, em Los Angeles (Foto: Sthanlee B. Mirador/ Sipa USA/ AP)

Em entrevista à Entertainment Weekly, Vince Gilligan revelou dois finais possíveis para El Camino, filme de Breaking Bad, que não foram para o corte final da produção.

O longa encerra com a fuga bem sucedida de Jesse Pinkman para o Alaska, com a ajuda de Ed Galbraith, o vendedor de aspiradores de pó que faz as pessoas “desaparecerem” e fornece identidades falsas, personagem interpretado por Robert Forster, que faleceu em 11 de outubro, dia da estreia do filme.

+++Leia mais: Bryan Cranston fala sobre cena nostálgica de El Camino, filme de Breaking Bad

O protagonista dirige tranquilo em direção a uma nova vida neste final oficial, mas o diretor contou que uma das ideias para o final envolvia mostrar o ex-parceiro de Walter White preso, após encontrar “uma jovem que precisava de ajuda” na fronteira com o Canadá.

“Jesse decide ajudar ela, sabendo que ele irá sofrer por causa disso e ser pego pela polícia, mas ele faz isso mesmo assim”, disse Gilligan. “A última cena seria talvez ele numa cela mas em paz consigo mesmo pela primeira vez no filme.”

+++Leia mais: Breaking Bad - El Camino: 6 coisas que você precisa saber para assistir ao filme [LISTA]

“Inicialmente haveria um detalhe na história dele [Jesse] não conseguir dormir. Passaria uma semana sem dormir depois de escapar. A polícia ainda o persegue e ele está atormentado demais e cheio de adrenalina para dormir”, explica o criador.

“No final, ele estaria numa cela de prisão, e ironicamente consegue dormir como um bebê. E eu pensei ‘Ah, isso seria legal.’”

Gilligan disse que o produtor executivo de Breaking Bad, Peter Gould, os outros roteiristas e até a namorada dele reagiram ao final como “se ele fosse um maluco”. Gilligancontou a resposta padrão que recebeu: “Você não pode colocar o Jesse numa cela no final do filme! As pessoas vão te odiar!”

+++Leia mais: Netflix resume Breaking Bad com cenas de 1 segundo dos 62 episódios; assista

“Estou grato por ter dado ouvidos a eles. Eu acho que existe uma versão desse filme que, caso perfeitamente executado, poderia funcionar, mas eu não sei se sou o cara que conseguiria fazer isso. Estou contente por ter terminado do jeito que escolhi.”

Aaron Paul contou que outro final possível era uma leve alteração na última cena, na qual Jesse tem uma visão da ex-namorada Jane. Ao invés do flashback, a voz de Jesse entraria por cima da cena, lendo a carta que deixou para BrockCantillo, o filho da ex-namorada assassinada Andrea.

+++Leia mais: Breaking Bad: as 7 teorias mais sem noção criadas pelos fãs [LISTA]

“Aquela carta para o Brock foi a primeira coisa que Vince escreveu para o roteiro,” explicou Paul. “ Originalmente, a narração da carta era como o filme acabava… É de partir o coração, é linda, e simplesmente honesta.”

“Mas o Vince pensou ‘Quer saber? Talvez seja melhor deixar desconhecida a carta.’ E nós não precisávamos. Ele estava certo. Mas eu adoro saber o que estava escrito.”

Recentemente Aaron Paul disse estar aberto a aparecer na série derivada Better Call Saul, se fosse convidado.