AC/DC: Angus Young se emociona ao falar sobre batalha de Malcolm contra demência

O músico participou do programa australiano 60 Minutes no último domingo, 15

Redação Publicado em 19/11/2020, às 12h00

None
Os irmãos Angus e Malcolm Young (Foto: RTKleiman / MediaPunch)

Angus Young, co-fundador do AC/DC, ficou profundamente abalado ao relembrar a batalha do falecido irmão, Malcolm Young, contra a demência.

+++LEIA MAIS: Qual música Paul McCartney compôs quando cansou dos Beatles?

No último domingo, 15, enquanto promovia o novo disco da banda, Power Up, descrito como uma homenagem a Malcolm, Angus participou do programa australiano 60 Minutes, mas a conversa tomou outro rumo e ele cabou se emocionando.

“Acho que a parte mais difícil não foi quando ele morreu, porque foi uma espécie de fim, um alívio”, disse. “Acho que o pior foi o declínio - essa é a pior parte. Por causa de como você o conheceu, e então ver que isso se foi.”

Com os olhos cheios de lágrimas, Angus lembrou-se das visitas tardias ao irmão, que faleceu em 2017: “Eu posso dizer que, até o final, sempre que eu estava com ele, seu sorriso era enorme. E isso me deixava contente.”

+++LEIA MAIS: Como Grey Daze, primeira banda de Chester Bennington, reviveu vocalista em Amends: "Ele tinha muito orgulho da música"

“Mesmo que ele estivesse naquele estado, sempre foi a alegria dele. E ele ainda ficava todo empolgado quando eu tocava guitarra. Ele tentava bater o pé junto. E ele sempre sabia que eu estava lá. Isso foi uma grande coisa. Eu estive com ele no final”, concluiu.