AC/DC revela versão rejeitada da capa de Highway to Hell; veja

O grupo quebrou o silêncio nas redes sociais para comemorar os 40 anos do disco e trouxe algumas surpresas para os fãs

Redação Publicado em 05/08/2019, às 19h10

None
A capa oficial do disco ao lado da capa final (Foto 1: Reprodução | Foto 2: Divulgação)

Highway To Hell, disco do AC/DC, completa 40 anos neste ano. Para celebrar, o grupo quebrou o silêncio nas redes sociais e trouxe algumas surpresas para os fãs, como uma publicação no Instagram oficial da banda revelando a capa original do álbum. Na data de lançamento, a arte foi utilizada apenas na Austrália.

Na legenda da imagem, o AC/DCbrincou com a situação e fez uma alusão à música “Shot Down in Flames” (“Colocar em chamas”), que faz parte da tracklist de Highway To Hell, para se referir à atitude da gravadora norte-americana de rejeitar a capa.

"A capa original de Highway To Hell foi 'colocada em chamas' pela gravadora norte-americana" ("The original Highway To Hellcover was 'shot down in flames' by the American record company"), diz a legenda da publicação.

+++LEIA MAIS: Kiss, Guns, AC/DC e mais: 11 bandas que mandaram mal no primeiro show

O sexto disco de estúdio do AC/DCHighway To Hell, foi o último com os vocais de Bon Scott. O cantor morreu precocemente aos 33 anos de intoxicação alcoólica aguda. Inclusive, reza a lenda de que o lançamento deste álbum seria um pressentimento de Scott sobre a proximidade da sua partida.

Além da capa, a banda postou em suas redes sociais um vídeo de uma performance ao vivo de "Whole Lotta Rosie", gravado no programa de TV holandês Countdown, em 1979. Ao compartilhar a filmagem, o grupo pediu aos fãs para ajudá-los a celebrar o marco ao longo do mês já que eles não publicavam nada no Facebook desde a morte do guitarrista Malcolm Young em novembro de 2017.

Em dezembro do último ano, os integrantes do AC/DC foram vistos no estúdio Warehouse, no Canadá, o que sugere um novo disco em breve. Entretanto, não há nenhuma confirmação oficial. 

+++LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019