Acusadores de Michael Jackson de Leaving Neverland podem processar o músico novamente; entenda

Uma atualização da lei estadunidense pode levar o caso para um novo julgamento

Redação Publicado em 18/11/2019, às 17h57

None
Michael Jackson (Foto:AP)

Os dois homens que acusam Michael Jackson de abusarem sexualmente deles quando crianças podem processar o músico mais uma vez e o caso deve ganhar um novo julgamento devido a uma atualização da lei estadunidense. 

Os acusadores são James Safechuck e Wade Robson os quais tiveram as acusações expostas no documentário Leaving Neverland ("Deixando Neverland ") lançado neste ano. Os dois alegam que foram abusados sexualmente por Jackson no rancho Neverland.

+++LEIA MAIS: Michael Jackson chorou quando Marlon Brando o questionou sobre abusos sexuais

Ainda, em 2013, a dupla processou os herdeiros do músico, mas o julgamento foi suspenso por alegar provas insuficientes.

No entanto, de acordo com o TMZ, o Tribunal de Apelação da Califórnia emitiu uma decisão provisória capaz de anular as decisões de 2017, porque o estatuto de limitações para casos de abusos sexuais infantil da Califórnia foi estendido. 

+++LEIA MAIS: Episódio com Michael Jackson é excluído do catálogo de Os Simpsons no Disney+

Se o julgamento for conferido, Robson e Safechuck devem processar Michael Jackson mais uma vez, como tentaram em 2013. E assim, os julgamentos serão reiniciados.

A defesa do músico e a família nega veementemente todas as acusações. Antes de Jackson morrer em 2009, ele negava as denúncias de abuso sexual.