Adaptação do mangá Akira é retomada

Diretor de A Órfã e Casa de Cera está em negociações para voltar a trabalhar no filme

Redação Publicado em 04/08/2013, às 13h17

Akira - DVD
Reprodução

A novela que se tornou a adaptação dos mangás Akira para o cinema ganhou um novo capítulo, segundo noticiou o site da Variety. A produção do filme em live action voltou com tudo e está negociando com Jaume Collet-Serra para que ele retorne à direção do projeto.

Collet-Serra era o diretor escolhido para a adaptação, mas os sucessos obtidos por ele com filmes como A Casa de Cera (2005), A Órfã (2009) e Desconhecido (2011) fizeram do cineasta uma opção difícil de ser mantida. Enquanto isso, o estúdio Warner Bros. não estava conseguindo manter o orçamento do filme abaixo dos US$ 90 milhões desejados.

Os produtores também estão mantendo conversas com outros diretores, como a dupla Henry Joost e Ariel Schulman, responsáveis pelos filmes Catfish (2010), e o terceiro e quarto longa de Atividade Paranormal, lançados em 2011 e 2012.

Ainda segundo a Variety, o nome de Garrett Hedlund (o Dean Moriarty de Na Estrada), é ligado ao projeto, mas ainda é difícil saber se o jovem ator conseguirá espaço na agenda para viver o protagonista Kaneda.

A versão hollywoodiana do mangá tem, entre os produtores, o ator Leonardo DiCaprio. O criador da história original, Katsuhiro Otomo, é o produtor-executivo do projeto.

A ficção pós-apocalíptica Akira nasceu em 1982 como mangá, estilo de história em quadrinhos japonês. E a história foi publicada até 1990. O uma adaptação animada, dirigida pelo criador Otomo, foi lançada em 1988.