"Adele é música para vovozinhas", afirma Noel Gallagher

Na opinião do ex-integrante do Oasis, a cultura atual "despencou em morosidade"

Redação Publicado em 09/12/2015, às 15h36 - Atualizado às 16h09

Noel Gallagher se apresenta no festival Coachella, no deserto californiano, em abril de 2012.

Ver Galeria
(2 imagens)

Noel Gallagher não gosta do fenômeno musical Adele. Em entrevista ao The Telegraph, o ex-integrante do Oasis deu uma opinião (como de costume) bastante sincera sobre a jovem cantora de 27 anos, que recentemente bateu um recorde do próprio Oasis com seu novo disco 25.

Galeria: dez prodígios da arte e do entretenimento que chegaram muito longe muito cedo.

Lançado em 20 de novembro, 25, o terceiro álbum da cantora, se tornou o registro mais vendido no Reino Unido em uma semana. Antes, o disco Be Here Now, lançado em 1997 pelo Oasis, ocupava o posto.

As melhores canções de britpop segundo os leitores da Rolling Stone EUA.

“Se alguém quiser saber o que eu penso da Adele, eu falo. Eu apenas não vejo qual é o motivo de tanto barulho. Eu não gosto da música dela. Eu acho que é música para vovozinhas”, declarou Noel, segundo quem a música atual "despencou em morosidade”.

20 anos de (What's the Story) Morning Glory?: veja curiosidades sobre o segundo disco do Oasis

Na mesma entrevista, porém, o conterrâneo de Adele fez questão de lembrar que não é tão amargo assim. “É interessante que ninguém nunca pergunte sobre meu amor por U2 e Coldplay. Ultimamente, as pessoas têm me perguntado sobre Adele.”

Edição 76: O triunfo de Adele.

Recentemente, a cantora discutiu publicamente com o também britânico David Albarn, do Blur. Ambos se reuniram para o que deveria se tornar uma parceria do disco 25, porém, o trabalho não vingou. Albarn – que mais tarde diria ter sido mal interpretado – declarou que Adele era imatura e ela, por sua vez, respondeu: "O mais triste é que eu era uma grande fã do Blur na infância. Eu me arrependo da experiência."