Advogada de Steven Tyler é processada por “envenenar negociação” com American Idol

Dina LaPolt teria causado prejuízo de até US$ 8 milhões e incentivado Tyler a demitir a empresa que gerenciava carreira do cantor

Redação Publicado em 12/10/2012, às 14h14 - Atualizado às 15h02

Steven Tyler
AP

A empresa que até há pouco tempo gerenciava a carreira de Steven Tyler resolveu processar a advogada do cantor, Dina LaPolt. Ela seria sido a responsável pela não renovação do contrato dele com o American Idol que, segundo informou o site da revista The Hollywood Reporter, renderia entre US$ 6 e US$ 8 milhões.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A Kovac Media Group alega que a advogada foi contratada para prestar auxílio durante as conversas, mas teria “envenenado a negociação” a ponto de o programa não oferecer um aumento para o músico, que então deixou o programa afirmando que seria “hora de voltar ao rock and roll”. Além disso, LaPolt também é acusada de convencer Tyler a demitir seus agentes.

O vocalista do Aerosmith não foi o único a deixar a bancada de jurados do American Idol. Jennifer Lopez também saiu, e em seus lugares foram colocados Mariah Carey, Nicki Minaj e Keith Urban.