Advogados nomeados pelo tribunal de Britney Spears renunciam caso de tutela

Horas antes dessa decisão, Larry Rudolph, empresário de longa data da cantora, pediu demissão em meio à polêmica

Redação Publicado em 07/07/2021, às 09h48

None
Britney Spears (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

Advogados nomeados pelo tribunal de Britney Spears renunciam caso de tutela controlada pelo pai, Jamie Spears, segundo informações do Consequence of Sound. Horas antes dessa decisão, Larry Rudolph, empresário de longa data da cantora, pediu demissão em meio à polêmica.

Samuel D. Ingham III e Loeb & Loeb "apresentaram as demissões" como advogados de Spears na última terça, 6, de acordo com documentos judiciais analisados ​​pelo The Hollywood Reporter. A dona de "Toxic" expressou descontentamento com os representantes legais durante audiência de tutela em junho de 2021.

+++LEIA MAIS: Como é a relação de Britney Spears com o pai, Jamie?

Como o site apontou, a artista afirmou como Ingham não a informou sobre ter o direito de solicitar o término da tutela. "Meu advogado, Sam, está com muito medo de eu ir em frente," falou à juíza Brenda Penny. "Ele me disse como deveria manter isso para mim."

Segundo relatório publicado pelo The New Yorker no primeiro fim de semana de julho de 2021, pessoas próximas de Britney Spears questionaram a lealdade de Ingham com ela. Acusaram o advogado de espionar a cantora para Jamie Spears, e de atrasar propositalmente para cobrar taxas legais mais altas. Samuel D. Ingham III não respondeu às alegações feitas no artigo.

+++LEIA MAIS: O que a mãe de Britney Spears, Lynne, acha da tutela da filha?

Britney Spears deve procurar contratar um novo advogado, para, possivelmente, abrir caminho para solicitar formalmente o fim da tutela, segundo Consequence. A próxima audiência sobre o assunto está marcada para o dia 14 de julho de 2021.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL